Votação da PEC do voto auditável na comissão especial é marcada para 5ª

Projeto enfrenta resistências do TSE, de ministros do STF e, mais recentemente, de representantes de 11 partidos
-Publicidade-
Plenário da comissão especial do voto auditável | Foto: Afonso Marangoni/Revista Oeste
Plenário da comissão especial do voto auditável | Foto: Afonso Marangoni/Revista Oeste

O presidente da comissão especial da Câmara que discute a PEC do voto impresso auditável, Paulo Eduardo Martins (PSC-PR), marcou para a próxima quinta-feira, 8, a votação da proposta. Nesta segunda-feira, 5, a sessão ficou reservada para discutir o parecer do relator, Filipe Barros (PSL-PR), favorável à mudança.

O projeto enfrenta resistências do Tribunal Superior Eleitoral, de ministros do Supremo Tribunal Federal e, mais recentemente, de representantes de 11 partidos. O argumento principal dos opositores ao texto é que o tema tem sido defendido pelo presidente Jair Bolsonaro para tumultuar as eleições de 2022.

Leia mais: “Alessandro Vieira e Kajuru vão ao STF para prorrogar CPI da Covid”

-Publicidade-

“Estamos sofrendo um ataque, uma campanha do Judiciário, por alguns membros do STF. Em vez de permanecerem dentro de seu honroso mister estão interferindo aos olhos do povo na missão do parlamento”, disse a autora do projeto, Bia Kicis (PSL-DF), na sessão.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

4 comentários

  1. Claro que tem que ter uma forma de auditar. Quem, de boa fé, acredita que as as velhas urnas eletrônicas tupiniquins são os únicos aparelhos eletrônicos DO MUNDO imunes a ação de hackers?

  2. Não existe liberdade e democracia sem luta, não se conquista isso apenas com discurso. Vamos p cima Brasil, ou seremos engolidos pela corrupção da esquerda e em breve estaremos como os venezuelanos, fugindo do caos, da fome, da miséria, da violência institucionalizada do estado, da corrupção endêmica que aliás, já estava implantada aqui. Um povo pacífico e ordeiro é terra fértil p dominação, vamos acordar e lutar pela liberdade, sem ela não há vida.

  3. Transparência? nem pensar! o STF politizado mais uma vez age a favor das mazelas. Entendo que essa PEC deva ser tratada pelo TSE que também é contra, mas não pelo STF que hoje dá palpite até em jogo de palitinho.

  4. Dessa vez, se conseguirem colocar algo como o molusco no poder, esqueçam, eles virão babando pra f…… com todo mundo q se opor “ao movimento”. A aprovação deste voto auditável é FUNDAMENTAL!!!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site