-Publicidade-

Wilson Witzel deve ser alvo de CPI por contratos superfaturados

As supostas irregularidades somam cerca de R$ 2 bilhões com gastos emergenciais
O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel | Foto: FERNANO FRAZÃO/AGÊNCIA BRASIL
O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel | Foto: FERNANO FRAZÃO/AGÊNCIA BRASIL

As supostas irregularidades somam cerca de R$ 2 bilhões com gastos emergenciais

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel | Foto: FERNANO FRAZÃO/AGÊNCIA BRASIL

Conforme noticiou Oeste na quarta-feira 15, o governo do Rio de Janeiro comprou respiradores por mais que o dobro do preço praticado no mercado. Em uma das negociações, foram adquiridos 300 ventiladores pulmonares da empresa A2A Comércio, pelo valor de R$ 198 mil cada. O valor de um respirador gira em torno de R$ 75 mil a unidade. Alguns modelos mais simples podem ser comprados por pouco menos de R$ 60 mil.

Demais compras supostamente irregulares somam R$ 2 bilhões gastos com medidas para combater o coronavírus. Por causa disso, parlamentares de oposição da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), decidiram instaurar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). Encabeçada pelo deputado Dr. Serginho (Republicanos), a CPI teve até assinatura de ex-aliados de Witzel, descontentes com as medidas do Palácio Guanabara.

A exoneração do ex-presidente do Detran, Antonio Carlos Santos, publicada ontem no Diário Oficial da União do Estado foi a tônica para que a base do governador na Alerj rachasse, segundo informou o jornal O Globo.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

5 comentários

  1. É só o inicio da Coronajato, muita corrupção vem por ai. No caso do Rio de Janeiro, essas desonestidades já fazem parte da rotina das instituições cariocas, surpresa seria se tivessem anunciado que teve 100% de lisura.

  2. Histeria, gastança sem responsabilidade, compras emergenciais, superfaturamento. E “Não resista”, “fique em casa, se não mando prender”.
    Me parece, que, com a dissiminação do pânico, muita gente ganha com isso. Governadores canalhas.

  3. Eu me lembro de uma crise na saúde que foi muito grande no Rio, e o Governador Pezão pouco se importou com a população, com os funcionários do Estado sem receber…
    E agora o Witzel, dando a cara a tapa, tomando só paulada da oposição. Fazendo tudo que pode para que nosso estado não passe por tudo oq a Italia passou nessa pandemia…e ainda as pessoas criticando, julgando, quando ele mesmo demitiu pessoas de seus cargos, por não admitir corrupção em seu mandato. E ainda assim é acusado de tudo quanto nome.
    AInda bem que ele tem toda a sabedoria, em entender que mesmo que não o aceitem, ele vai fazer oq é melhor para o estado.

  4. O Próprio Governador, fez a denuncia por desconfiança…por não aceitar em seu governos nenhum tipo de prática de corrupção. Essa investigação contra ele, com certeza foi um ato da oposição para manchar seu nome. Por não aceitar que ele está fazendo o trabalho que muitos deveriam estar fazendo.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês