Zambelli alega ‘arbitrariedade’ de Moraes e diz não ter defendido ‘atos hostis’ contra ministros

Parlamentar atendeu intimação e prestou depoimento à Polícia Federal
-Publicidade-
Deputada Federal Carla Zambelli | Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados
Deputada Federal Carla Zambelli | Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados

A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) afirmou à Polícia Federal, neste domingo, 5, que não deixará de participar das manifestações em 7 de setembro. A parlamentar prestou depoimento no âmbito do processo que investiga atos antidemocráticos. Ela argumentou “arbitrariedade” do ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes ao determinar data para sua audiência, ainda que o artigo 221 do Código de Processo Penal garanta que parlamentares possam “ser inquiridos em local, dia e hora previamente ajustados entre eles e o juiz”. Entretanto, decidiu acatar a exigência de Moraes.

Leia mais: “7 de setembro e o destino do presidente”

Durante o depoimento, Zambelli foi questionada sobre o caminhoneiro Marcos Antônio Pereira, conhecido por Zé Trovão. Na mesma investigação, Moraes expediu mandado de prisão contra ele — ainda não cumprido — e contra o blogueiro Wellington Macedo, já preso. “Jamais defendi que algum cidadão ofendesse ou praticasse atos hostis contra ministros ou qualquer pessoa”, afirmou a parlamentar.

-Publicidade-

Leia também: “Moraes presta queixa depois de ser xingado por frequentadores de clube”

Na oitiva, Carla Zambelli esclareceu que mesmo sem ter tido acesso aos autos estava ali para dizer a verdade, uma vez que jamais cometeu qualquer ilegalidade no decorrer de sua vida, seja pessoal, seja enquanto parlamentar. “Quem defende a liberdade e as balizas constitucionais jamais trataria por ‘organização criminosa’ ou ‘ato antidemocrático’ uma reunião da sociedade com suas famílias e seus representantes para protestar pacificamente contra a corrupção, ou, cantar o hino e comemorar uma data histórica”, ressaltou.

Leia: “Após decisão de Moraes, Jefferson já está em hospital particular no Rio”

A deputada ainda reiterou que irá participar das manifestações no dia da Independência do país, na Avenida Paulista. “Seguirei o caminho que tem pautado, há mais de uma década, minha ação cidadã em defesa da Liberdade, da Democracia e da Justiça”, disse.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários

  1. O careca está com medo das vovós e crianças milicianos que estarão presentes na av Paulista. Esse juiz golpista não tem mais nada para fazer.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro