'Prefiro que a gente não amplie essa polêmica', diz Maia sobre Gilmar

Edição da semana

Em Em 14 jul 2020, 17:05

‘Prefiro que a gente não amplie essa polêmica’, diz Maia sobre Gilmar

14 jul 2020, 17:05

No sábado, o ministro do Supremo disse que o Exército se associou a um “genocídio”, o que gerou reações imediatas

Rodrigo Maia

Presidente da Câmara, Rodrigo Maia, durante sessão virtual
Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), preferiu pôr panos quentes na polêmica que envolveu o ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes e o Exército.

Maia disse que Mendes usou palavras duras, mas é necessário “abaixar a temperatura”.

“Prefiro que a gente não amplie a polêmica. Se não colocar mais lenha na fogueira, a gente consegue tirar esse assunto da frente”, disse.

Leia  mais: “‘Se ele tiver grandeza moral, tem que se retratar’, diz Mourão sobre Gilmar”

No último sábado, dia 11, Gilmar Mendes disse que o Exército está se associando a um “genocídio”, em referência à crise sanitária provocada pela pandemia. O comentário causou forte reação na ala militar.

Nesta terça-feira, 14, o Ministério da Defesa entrou com representação contra o ministro do STF na Procuradoria-Geral da República.

Com informações do Estadão Conteúdo

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

12 Comentários

  1. Até porque né Botafogo,quem pode ampliar o assunto,e só quem não deve!

    Responder
    • O PGR é capaz de rasgar essa representação. A conspiração contra a direita está em todos as instituições. Só o Povo está com o Bolsonaro. As forças armadas são incopetentes e preguiçosas. Cuidado ao seu redor Bolsonaro!!

      Responder
  2. Só tem coragem para atacar o Presidente Bolsonaro.

    Responder
    • O Nhonho é do PCC ( Porco Covarde Corrupto).

      Responder
  3. não vai fazer um comentário debochado como de costume, botafogo?

    Responder
    • Engraçado pq esse safado sempre joga lenha na fogueira quando é pra lacrar contra o governo, e toda semana ele mesmo arranja lenha pra criar outras fogueiras.
      Mas criticar fala esdrúxula do juizão amigão do DEM? Claro que não.
      Devia ao menos ser homem e parar de se fazer de bobo.

      Responder
  4. Esse cara demonstra o que sempre foi, COVARDE.

    Responder
  5. Se fosse para falar mal do Bolsonaro ele endossava e ainda jogava gasolina na fogueira. Falar mal do Executivo e Exercito está Ok, mas se falar mal do STF, Camara e Senado é anti-democrático ou fakenews. Precisamos melhorar muito para sermos sérios.

    Responder
  6. Político corrupto jamais vai confrontar o stf. Imagina o Botafogo, que tem o rabo (e as asas, as patas, o pescoço) preso. Se abrir o bico, vai morar com os parceiros Sérgio Cabral e Eduardo Cunha.

    Responder
  7. Botafogo pondo panos quentes? Ah vá! É sempre o primeiro a endossar toda fala contra o Bolsonaro! Agora qdo é com os outros poderes ele põe panos quentes? É um cínico de primeira linha!! Tem mais é que nunca se reeleger!!

    Responder
  8. Rodrigo Maia é um CANALHA! Faz de tudo para atrapalhar tudo!

    Pobre Rio de Janeiro…

    Responder
  9. A Bandeira do Brasil não é Vermelha. Independentemente de gostarmos ou não do Presidente, não podemos admitir ataques às Instituições.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

O império dos sem-voto

Há cada vez mais pessoas que nunca receberam um único voto na vida, e não têm mandato nenhum, dizendo o que o cidadão deve ou não deve fazer

O mal de roupa nova

O Partido Democrata não esconde as intenções: quer mais coletivismo, menos autonomia dos Estados, maior controle exercido pelo Executivo central e intervenção na economia

A nova Torre de Babel

Ao contrário do mito bíblico, a torre atual está sendo edificada com base na confusão proposital das palavras por indivíduos desprovidos de inteligência e coragem

Segundo turno nupcial

“Ué, você tá torcendo pra mim?” / “Não sei. Estou indeciso”

A imprensa morre no escuro

A atividade que já foi chamada de “quarto poder” escorrega perigosamente para a irrelevância

O resgate de Tocqueville

O desprezo pelo cristianismo, tão comum em meios “progressistas”, representa um perigoso afastamento dos pilares norte-americanos

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês