Processo do tríplex de Lula vai continuar, decide Fachin - Revista Oeste

Edição da semana

Em 1 out 2020, 13:00

Processo do tríplex de Lula vai continuar, decide Fachin

1 out 2020, 13:00

Ministro do STF indeferiu pedido da defesa do petista que apontava a suspeição do ex-juiz Sergio Moro para tentar suspender ação

lula, tríplex, cristiano zanin, stf, stj, processo, sergio moro, suspeição

Lula vai ter de continuar a responder processo sobre o tríplex no STJ
Foto: Ricardo Stuckert

Mesmo tendo de enfrentar uma ordem de bloqueio de R$ 237 milhões em seus próprios bens, o advogado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não parou de trabalhar.

Ele entrou com pedido no Supremo Tribunal Federal (STF) para que a Corte suspendesse o processo do tríplex do petista no Superior Tribunal de Justiça (STJ), apontando a suspeição do ex-juiz Sergio Moro como motivo.

Para Zanin, a condenação de Lula ainda pode ser anulada pela Segunda Turma do STF se for considerado que o agora ex-ministro da Justiça agiu com parcialidade.

Parado no Supremo desde dezembro de 2018, quando o ministro Gilmar Mendes pediu vistas, o processo ainda não tem data para ir a plenário.

A defesa de Lula também lembrou o  julgamento no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) do caso do PowerPoint que explicava a denúncia do processo do tríplex, de 2016. Em agosto, a entidade arquivou a representação por entender que as penas que poderiam ser aplicadas prescreveram. Ainda assim, os conselheiros decidiram abrir um processo disciplinar contra o procurador Deltan Dallagnol, responsável pela apresentação.

Nada disso adiantou.

O ministro Edson Fachin indeferiu o pedido e o processo vai continuar no STJ. Para Fachin, o habeas corpus solicitado pelos defensores do petista só é válido em caso de constrangimento ilegal, o que não ficou comprovado em nenhum lugar da solicitação apresentada por Zanin.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 Comentários

  1. Deviam mandar esse cara pra prisão mais longínqua que encontrarem nesse universo! Ele e todos condenados pela lava jato. Sem exceção!

    Responder
    • Do mesmo modo que todo cidadão tem, não precisa de F. Privilegiado para entrar com recurso. Para os que têm F. Privilegiado, resta a impunidade como no casa de Flávio Bolsonaro, e toda família Bolsonaro, mesmo com todas as provas estão sapateando as falcatruas e corrupções na cara da sociedade de bem, que não tolera corrupção, e ninguém justifica os depósitos de Queiroz na conta de Michele, que incrível né, os cidadãos de bem do Brasil. 👏👏👏👏👏

      Responder
  2. E desde quando Lula tem foro privilegiado para tudo este pilantra recorrer ao STF?

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Vacinação sem vacina

Falar em obrigar a população inteira a se vacinar — com uma vacina que não existe — significa o quê? Um negócio da China?

Supremas diferenças

Ao compararmos o STF à Suprema Corte dos Estados Unidos, o choque é violento

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

Ciência, que é bom, nada

Ciência, que é bom, nada

"Desde o começo da epidemia a discussão vem sendo assim: política em primeiro lugar", afirma J.R. Guzzo...

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês