Passeata com cases: profissionais de eventos querem retomada do setor

Edição da semana

Em 2 ago 2020, 17:40

Profissionais de eventos chamam a atenção para necessidades do setor

2 ago 2020, 17:40

Grupo protestou neste domingo em movimento batizado de “passeata com cases”

passeata com cases - protesto - profissionais da área técnica de eventos

Foto: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

“Precisamos de ajuda”. Com essa frase estampada em faixas e camisetas, profissionais da área técnica de eventos foram às ruas neste domingo, 2. Na capital paulista, um grupo protestou nas intermediações do Parque do Ibirapuera e se dirigiu à Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) para reivindicar ações governamentais para a classe em meio ao período de pandemia da covid-19.

Leia mais: “Câmara aprova ajuda ao setor da cultura

Denominada de “passeata com cases“, em referência à caixa em que guardam equipamentos de trabalho, a manifestação ocorre no momento em que as áreas de cultura e eventos se veem ainda mais prejudicadas em decorrência de regras de isolamento social por causa do avanço do novo coronavírus no Brasil. Na cidade de São Paulo, por exemplo, o prefeito Bruno Covas (PSDB) cancelou eventos como o réveillon na Avenida Paulista e a Parada LGBT+. Conforme noticiado por Oeste, a estimativa é que os cancelamentos provoquem prejuízo superior a R$ 3 bilhões na economia paulistana.

Diante da situação da capital paulista e em outras partes do país, com cancelamento de shows e peças teatrais, os profissionais da área técnica do setor destacaram, no protesto de hoje, que eles foram os “primeiros a parar” por causa da covid-19. Até agora, no entanto, alegam que estão sem ajuda financeira e também sem diálogo com autoridades. Dessa forma, afirmam pelas redes sociais que a “passeata com cases” foi o jeito encontrado para chamar a atenção para o manifesto formulado nos últimos dias.

Manifesto

Entre outros pontos, o manifesto pede a criação do “auxílio emergencial específico para o setor técnico”. Benefício esse a ser concedido até a retomada do setor de eventos. Ainda nesse sentido financeiro, o documento registra a intenção de se ter uma linha de crédito diferenciada junto aos bancos. E assim contar com “juros subsidiados e carência”.

Ciente de que o Supremo Tribunal Federal (STF) jogou as responsabilidades de ações contra a pandemia para Estados e municípios, o grupo de profissionais da área técnica clama pela ajuda do Ministério do Turismo para que se crie uma regra em nível nacional que vise a retomada do setor.

Os responsáveis pelo manifesto avisam, aliás, que já têm sugestão de protocolo para a reabertura do setor de eventos no Brasil. Proposta essa que, conforme divulgam, leva em consideração “as diretrizes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), as recomendações do Sistema Único de Saúde (SUS) e da Organização Mundial da Saúde (OMS) e visa, antes de mais nada, propiciar a retomada segura, para evitar a necessidade de retrocessos”.

View this post on Instagram

#passeatacomcases por dignidade.

A post shared by @fass_74 (@fass_74) on

View this post on Instagram

Uma mobilização emergencial ao extremo que fez centenas de profissionais da área de festas e eventos madrugarem e carregarem seus cases na região da Assembléia Legislativa de São Paulo. . O objetivo foi chamar a atenção para a situação dramática que o setor de festas e eventos está passando e cobrar algum posicionamento dos governantes e autoridades. . Fomos os primeiros a pararmos e seres os últimos a voltarmos e o descaso com esse setor é evidente pois a maioria nem conseguiu o auxilio emergêncial por não se encaixarem nas regras vigentes. . Se estes profissionais não existem festa, não existe evento, não existe ação, por que em 4 meses ninguém olhou para nós ? . Dezenas ou centenas de casas de shows, buffets, espaços de eventos fecharam, os profissionais estão se desdobrando para pagarem as contas e a maioria não tem mais como sobreviver. . Por outro lado, foi lindo ver essa mobilização jamais vista ! Profissionais concorrentes nas negociações, caminhando juntos ! . Espero que as autoridades e governantes entendam o recado pacífico e emergencial. . @hplcompany @kanalsomeluz @pinabuaudio @ale_producoes_e_eventos @kombokeventos @me.solutionentertainment @86producoes @feeling_eventos @gamaproav @maxfxbrasil @pa7eventos @supergroup.producoes @trbreventos @freakhouse @prod4u @grupo.forte @alliance.br @onprojecoes @r3eventos.r3 @mbseventos @transasomtransacoesmusicais @rplightingbrasil @audiobizz @maxiaudioluzimagem @muzikproducoes @flex.som.luz.imagem @appleproducoes @ricardodiaseventos @loudness_ltda @lplofficial @wolf.producoes @sopalcobackline @grupoplenolocacoes @alesoareseventos ⠀ #somosaáreatécnica #passeatacomcases #precisamosdeajuda #somosmilhõesdefamílias #aplausosaosprofissionaisdepreto #djfabioreder #djdeeventos #eventossociais #eventos #eventocorporativo #pedimosajuda #precisamosdeajuda

A post shared by DJ Fabio Reder (@djfabioreder) on

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Supremas safadezas

Como os ministros do Pretório Excelso, o promotor da minha infância se julgava onipresente, onisciente e onipotente

A Suprema Corte e o abuso do poder

Quando juízes se tornam “superlegisladores”, as instituições se fragilizam e a sociedade perde a fé no sistema democrático

David Hume cancelado

Está em curso uma espécie de eugenia intelectual que conta com a simpatia ou covardia de reitores e professores de prestigiadas universidades internacionais

Vacina contra ditadura

Na ONU, Trump fez o que todo mundo com juízo deveria ter feito — e não fez, sabe-se lá por que mistério das escrituras empáticas

Alerta: pesquisas à vista!

Por que as sondagens eleitorais erram tanto, como isso distorce o processo democrático e o que se pode fazer

E chegamos à era dos ciborgues

Teremos nosso potencial mental multiplicado e nossas ações serão, literalmente, rápidas como o pensamento. O que faremos com esse novo poder?

Os intelectuais e a sociedade

Intelectuais ignoram que há mais sabedoria na população em geral do que num indivíduo qualquer, por mais inteligente que ele seja

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma guerra civil nos EUA?

A mídia recusa-se a noticiar o que é evidente aos olhos de seus espectadores, e intelectuais argumentam que “saques e protestos violentos são vivenciados como eventos alegres e libertadores”

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Revista Oeste — Edição 27 — 25/09/2020

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês