PT vai ao STF defender privilégio de servidores - Revista Oeste

Em 5 jun 2020, 10:55

PT vai ao STF defender privilégio de servidores

5 jun 2020, 10:55

Partido quer que a Suprema Corte declare inconstitucional lei que permite o congelamento de salário dos servidores públicos

PT - STF - inconstitucional - congelamento

Plenário do Supremo Tribunal Federal | Foto: FÁBIO POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL

O PT quer que o Supremo Tribunal Federal (STF) declare inconstitucional a Lei Complementar 173/2020, que permite o congelamento de salários de servidores públicos. A legenda apresentou uma Ação Direta de Inconstitucionalidade nesta quinta-feira, 4.

A ação é de iniciativa do deputado federal Rogério Correia (PT-MG) e aponta a suposta inconstitucionalidade em dois artigos, o 7º e 8º, informa o site Congresso em Foco.

Veja também: “SERVIDORES, A CASTA PRIVILEGIADA NÃO ATINGIDA PELA CRISE”

“Formalmente, a legislação em comento foi promulgada por votação realizada via meio eletrônico, sem o acesso da população e sem a possibilidade de participação dos interessados no processo decisório, o que viola a necessidade de participação democrática na atividade legislativa”, afirma o PT na justificativa enviada ao STF.

O PT pede que o Supremo determine uma medida cautelar suspendendo os dois artigos, “a fim de evitar maiores danos aos servidores públicos do país”.

Mais: “Bolsonaro e governadores chegam a acordo para vetar reajustes a servidores”

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 Comentários

  1. O PT, como sempre, do lado errado.

    Responder
    • Obrigado por compartilhar a sua opinião com a Oeste, Fabricio!

      Responder
  2. Qual a legislação que foi promulgada com o acesso da população ? Isto é Fake News. A maioria da população foi e é contra o Fundo Eleitoral. Mesmo assim, ele foi aprovado. Por outro lado, não conheço outro País com estabilidade no emprego em cargos públicos. Ainda não estão satisfeitos com tantos PRIVILÉGIOS ?

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa news

Coronavírus

Oeste Notícias