"Quem não quer ser criticado, fique em casa", dizia Alexandre de Moraes em 2018 - Revista Oeste

Em 28 Maio 2020, 19:58

“Quem não quer ser criticado, fique em casa”, dizia Alexandre de Moraes em 2018

28 Maio 2020, 19:58

“As postagens atingem a honorabilidade e a segurança do Supremo Tribunal Federal, de seus membros; bem como de seus familiares”, diz o ministro em 2020

Alexandre de Moraes

Nesta quarta-feira, 27, na decisão em que determinou o cumprimento de 29 mandados de busca e apreensão para apurar supostas fake news contra o Supremo tribunal Federal, o ministro Alexandre de Moraes escreveu que as postagens atingiam a “honorabilidade e a segurança do Supremo Tribunal Federal, de seus membros; bem como de seus familiares”.

“O objeto deste inquérito, conforme despacho de 19 de março de 2019, é a investigação de notícias fraudulentas (fake news), falsas comunicações de crimes, denunciações caluniosas, ameaças e demais infrações revestidas de animus caluniandi, diffamandi ou injuriandi”, afirmou o ministro.

Como exemplo, Moraes citou, entre outros, tuítes tão ofensivos e caluniosos quanto este, de Bia Kicis: “O STF hoje é o maior fator de instabilidade e insegurança jurídica no país. Está claramente a serviço da bandidagem e ignora a Constituição ao inventar interpretação contra a lei. Primeiro criou um crime sem lei e agora inventa teses para anular sentenças da Lavajato”, publicou a deputada federal em 5 de maio deste ano.

A interpretação do ministro do STF parece ter mudado bastante nos últimos dois anos. Em junho de 2018, no voto em que liberou sátiras de candidatos durante o período eleitoral, Moraes, relator da ação, considerou a proibição inconstitucional.

“Quem não quer ser criticado, quem não quer ser satirizado, fique em casa”, afirmou. Não seja candidato, não se ofereça ao público, não se ofereça para exercer cargos políticos. Essa é uma regra que existe desde que o mundo é mundo. Querer evitar isso por meio de uma ilegítima intervenção estatal na liberdade de expressão é absolutamente inconstitucional”.

O que o Alexandre de Moraes, versão 2018, teria dito ao Alexandre de Moraes modelo 2020?

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

7 Comentários

  1. Então vá para a casa do caralho FDP!

    Responder
    • Mordeu a língua bifurcada e agora saia dessa , ou é cara de pau o suficiente para dizer que quem falou era um sósia?

      Responder
  2. – Está sobrando Tempo e Dinheiro – para cuidarem de uma COISA TÃO BANAL – FAKE

    Responder
  3. Duas faces .

    Responder
  4. É a velha história dos hipócritas: façam o que digo (mando), mas não o que faço.

    Responder
  5. Se esse CANALHA tivesse um pingo de caráter, renunciaria ao cargo.

    Responder
  6. E por acaso esse PULHA sabe lá o que é caráter? Quem advoga pra o PCC desconhece o significado disso. Não passa de um monte de estrume.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa news

Coronavírus

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês