Ramos rebate Celso de Mello e rechaça comparação com 'Alemanha de Hitler' - Revista Oeste

Em 1 jun 2020, 15:20

Ramos rebate Celso de Mello e rechaça comparação com ‘Alemanha de Hitler’

1 jun 2020, 15:20

Ministro-chefe da Secretaria de Governo pede respeito ao decano da Suprema Corte, que, em mensagem, associou o Brasil ao governo alemão nazista

(Brasília - DF, 04/07/2019) Solenidade de Posse do General Luiz Eduardo Ramos Baptista Pereira, Ministro de Estado Chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República. Foto: Marcos Corrêa/PR

Articulador político do governo respondeu ministro do STF | Foto: Marcos Corrêa/PR

O ministro-chefe da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, respondeu em “alto e bom tom de voz” Celso de Mello, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).

De forma velada, sem citar Mello nominalmente, Ramos rechaçou qualquer comparação do governo e dos apoiadores com a Alemanha nazista de Adolf Hitler.

O posicionamento foi feito no Twitter, nesta segunda-feira, 1º. “Comparar o nosso amado Brasil à ‘Alemanha de Hitler’ nazista é algo, no mínimo, inoportuno e infeliz . A democracia brasileira não merece isso. Por favor, respeite o presidente Bolsonaro e tenha mais amor à nossa Pátria!”, sustentou.

Hitler

Relator do inquérito que investiga as acusações feitas por Sérgio Moro, ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, de uma suposta interferência do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal (PF), Mello disse em mensagem de WhatsApp que apoiadores bolsonaristas “odeiam a democracia” e pretendem instaurar uma “desprezível e abjeta ditadura”.

Em outro trecho, ele fala em “resistir à destruição da ordem democrática”. “Para evitar o que ocorreu na República de Weimar, quando Hitler não hesitou em romper e nulificar a progressista, democrática e inovadora Constituição de Weimar”, declarou o ministro do STF.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

11 Comentários

  1. Boa resposta mas não deixa de ser tímida. O que será que acontece com nossas forças armadas? Apanham na cara de mão fechada e na hora de revidar puxam o cabelo!? Deveria ter replicado nominalmente sim. Chega de meias palavras, a crise já se instaurou faz tempo e cada dia que passa os que querem destruir nosso país ganham terreno!

    Responder
    • Perfeito FLÁVIO, já passou da hora de uma postura mais dura.

      Responder
  2. Assino embaixo o comentário do Flávio.

    Responder
  3. Celso de Melo deve ser impedido por lei de ficar a frente de processos contra Bolsonaro. Já deixou claro na imprensa que ele quer derrubar o presidente. Não gosta dele é até de Hitler o chamou. Este juiz e o que vai julgar o processo? Absurdo.

    Responder
  4. Celso de Mello deveria fazer um favor ao Brasil e antecipar sua aposentadoria.
    Já passou da hora. Ninguém aguenta mais os seus arroubos repletos de demagogia e hipocrisia.

    Responder
  5. Onde estão as entidades judaicas do Brasil indignadas?
    Nem uma notinha de roda pé?

    Responder
  6. Continuando,já percebi que em todos os lugares,funciona da seguinte forma;
    Não e o que se diz,mas sim,quem o diz,pois quando Weintraub,fez essa mesma comparação,mas comparando o judiciário com a policia nazista,SS,SA,Gestapo,foi um Deus nos acuda,e olha que ele e judeu,as comunidades judaicas do Brasil,ficaram indignadas
    Não que eu defenda algumas coisas que Bolsonaro vem fazendo,mas imagina se fosse ele em conversa de WhatsApp,comparando alguém do meio político ou jurídico do Brazil com nazistas?
    O barraco estava armado!

    Responder
  7. Triste fim de carreira do Pavão de Tatuí.

    Responder
    • Em respeito ao STF, o ministro tem que deixar a condução do inquérito e de qualquer outro caso que envolva o PR e seus ministros. Caso contrário, a Corte ficará mais desmoralizada do que já está. Triste para o País.

      Responder
  8. O Pavão de Tatuí com sua atuação ativista está me lembrando do juiz Roland Freisler.

    Responder
    • Nossos militares das ffaa parecem que cagam nas calças, de medo dos bandidos do STF! Tomam um jabe de direita bem no queixo e revidam com um puxãozinho de orelhas! Generais, pq tanto medo e tanto respeito por bandidos togados?? Hein!!!!!

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa news

Coronavírus

Oeste Notícias