Mâncio Lima: Repercussão pode fazer prefeito anular próprio aumento

Edição da semana

Em Em 26 nov 2020, 19:30

Prefeito do PT pode anular aumento do próprio salário

26 nov 2020, 19:30

Petista repensa situação após repercussão do caso

isaac lima - mâncio lima - acre - prefeito do pt

O prefeito reeleito de Mâncio Lima, o petista Isaac Lima | Foto: Reprodução/Facebook

A decisão do prefeito reeleito de Mâncio Lima (AC), Isaac Lima (PT), em sancionar o projeto de lei que prevê aumento salarial para o primeiro escalão do Executivo municipal pode ser modificada em meio à repercussão no decorrer da semana. É o que avisa a equipe de comunicação da prefeitura  administrada pelo petista.

Leia mais: Conheça o prefeito que uniu PT, PSDB & PSL nas eleições 2020

Conforme Oeste registrou na quarta-feira 25, o político validou a proposta vinda da Câmara dos Vereadores que aumenta em 20% o seu próprio salário, da vice-prefeita e dos secretários municipais. Dessa forma, o vencimento mensal de Lima passará de R$ 13 mil para R$ 15,6 mil.

Em contato com Oeste, a equipe de comunicação da prefeitura de Mâncio Lima afirma que o prefeito reeleito está “tranquilo”, mas que pode rever se mantém ou revoga a validação do aumento — e, se for o caso, quando ele começará a valer. Contudo, a equipe define o acréscimo como “mínimo” diante de período de “grande inflação”. Nesse sentido, o impacto sobre a folha de pagamento e opiniões de instituições de controle serão levados em consideração.

O órgão ainda cita que o salário do prefeito local já chegou a ser de R$ 15 mil, mas foi rebaixado para o atual valor em 2016, ano em que Isaac Lima foi eleito para exercer seu primeiro mandato.

Intriga da oposição?

Desde que veículos de comunicação divulgaram a decisão de Lima em aumentar o próprio salário, a página da prefeitura de Mâncio Lima no Facebook tem recebido comentários negativos. O departamento de comunicação acusa a oposição de estar por trás desse tipo de manifestação.

Em 2020, a oposição de Isaac Lima nas urnas se limitou a Chicão da Distribuidora, do MDB. A disputa poderia ter um embate familiar, mas acabou barrado pela Justiça Eleitoral. Isso porque a cunhada do atual prefeito, Silene Siqueira, teve o registro de candidatura rejeitado. Em cima da hora, ela tentou colocar a filha como candidata em seu lugar, estratégia também indeferida.

Até o momento, reportagem de Oeste não conseguiu contato com Chicão da Distribuidora e Silene Siqueira.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 Comentário

  1. Lamentável uma matéria deste nível. Isto ofende os leitores da revista. Esta matéria serve somente para enganar ignorantes, (a Globo de direita). Não existe a possibilidade de um prefeito aumentar seu próprio salário, qualquer leitor da revista sabe (ou deveria saber). Alteraçao de vencimentos do executivo são leis votadas pela câmara de vereadores e TODAS as leis precisam ser sancionadas pelo executivo (ou voltam ao poder legislativo e são sancionadas por este). Em geral os artigos da revista são inteligentes, com esta exceção.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

O partido contra o Brasil

Ninguém ainda descobriu no planeta um jeito tão eficaz de concentrar renda quanto a fórmula usada para administrar as contas públicas no país

A paciência acabou

Os brasileiros começam a reagir à cassação dos direitos individuais

Os novos senhores do mundo

Os gigantes da tecnologia censuram Trump, fazem o que bem entendem e exercem um poder global desmedido. Isso é justo?

Eficácia

“Você demorou muito a comprar. Eficácia depende de rapidez” / “Poxa… Se eu soubesse teria comprado mais rápido. Ando muito dispersivo”

O culto à ignorância

Valorizar a educação formal e a cultura clássica virou preconceito elitista, um mau sinal para o futuro

Como surgiu o novo coronavírus?

A resposta mais provável, até o momento: o vírus teve origem em pesquisas com manipulação genética no Instituto de Virologia de Wuhan

Globalistas assanhados com Biden

Eles não costumam viver de fatos, apenas de narrativas. Adotam a visão estética de mundo, e por isso a ONU é seu maior símbolo

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês