-Publicidade-

Sputnik V: farmacêutica pede uso emergencial de vacina russa à Anvisa

Imunizante já  foi aprovado em emergência por Argentina, Bolívia, Argélia, Sérvia e Palestina
Foto: Adriana Toffetti/Estadão Conteúdo
Foto: Adriana Toffetti/Estadão Conteúdo | Foto: Adriana Toffetti/Estadão Conteúdo

Imunizante já  foi aprovado em emergência por Argentina, Bolívia, Argélia, Sérvia e Palestina

com imunizante russo
Imunizante custa US$ 10 ( cerca de R$ 53) Foto: Adriana Toffetti/Estadão Conteúdo

A farmacêutica brasileira União Química e o Fundo de Investimentos Diretos da Rússia (RDIF, da sigla em inglês) solicitaram um pedido para uso temporário emergencial da vacina Sputnik V no Brasil. O imunizante russo foi o primeiro contra covid-19 a ser registrado no mundo, ainda em agosto.

Cerca de 10 milhões de doses serão entregues no primeiro trimestre de 2021, com início ainda em janeiro. Por meio de transferência de tecnologia, a vacina russa será produzida no Brasil nas unidades da farmacêutica brasileira. A Sputnik V já foi aprovada em emergência por Argentina, Bolívia, Argélia, Sérvia e Palestina. Segundo o anúncio, funcionários brasileiros da Embaixada na Rússia já estão sendo vacinados.

Leia também: “Os dilemas da vacina”, 25 perguntas e respostas sobre as principais dúvidas a respeito da vacinação no Brasil 

Uma delegação da União Química deve visitar as linhas de produção da Sputnik V na Rússia. O imunizante custa US$ 10 (cerca de R$ 53) por injeção e pode ser armazenado entre 2ºC a 8ºC, temperaturas de geladeiras convencionais. Segundo o governo russo, tem uma eficácia acima de 90% em casos graves da covid-19.

Definição da Anvisa

Neste domingo, 17, a Anvisa responderá aos pedidos de uso emergencial de outras duas vacinas contra a covid-19, a Coronavac, uma parceria do Instituto Butantã com a chinesa Sinovac, e outro imunizante que é feito pela Universidade de Oxford em conjunto com o laboratório AstraZeneca.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês