Secretário estadual de Saúde do RJ pede demissão - Revista Oeste

Edição da semana

Em 22 jun 2020, 07:00

Secretário estadual de Saúde do RJ pede demissão

22 jun 2020, 07:00

Um dos motivos alegados para deixar a pasta foi a pressão que vinha sofrendo para continuar pagando contratos que apresentam supostas irregularidades

secretário estadual

O agora ex-secretário de Saúde estadual do Rio de Janeiro Fernando Ferry
Foto: REPRODUÇÃO/INTERNET

O secretário estadual de Saúde do Rio de Janeiro, Fernando Ferry, pediu demissão nesta segunda-feira, 22. Ele ficou pouco mais de um mês no cargo depois da saída de Edmar Santos, suspeito de participar do Covidão fluminense.

“Agradeço ao governador por ter me dado esta oportunidade de tentar resolver esses graves problemas que estamos vendo na saúde. Peço desculpas à população”, anunciou Ferry em vídeo divulgado nas redes sociais.

Leia mais: “O ataque do Covidão”, reportagem publicada na edição nº 7 da Revista Oeste

Em síntese, um dos motivos alegados por Ferry para deixar a pasta foi a pressão que vinha sofrendo para continuar pagando contratos que apresentavam irregularidades, informa o portal G1.

Entre os casos investigados, há a construção dos hospitais de campanha voltados para atender pacientes com a covid-19. Além disso, apura-se suposto esquema de superfaturamento de equipamentos de saúde, entre eles, respiradores.

Na semana passada, o Ministério Público Federal denunciou 17 pessoas “por danos à Saúde do RJ” em razão da Operação Favorito, um desdobramento da Lava Jato, deflagrado em 14 de maio, que mirava contratos suspeitos.

Covidão fluminense

No âmbito da Operação Placebo, a Polícia Federal (PF) investigou no fim de maio o governador Wilson Witzel (PSC), no Palácio das Laranjeiras. Além disso, agentes da PF cumpriram 12 mandados de busca e apreensão no Rio de Janeiro e em São Paulo.

A finalidade, portanto, era apurar supostos desvios de recursos públicos destinados ao combate à covid-19 no Estado. Conforme noticiou Oeste, há indícios de que governadores embolsaram o dinheiro voltado às políticas de enfrentamento do coronavírus.

Entre os casos apresentados pela reportagem, está a compra de respiradores acima do preço pela Secretaria estadual de Saúde do Rio. Na semana anterior, a PF realizou a Operação Favorito, que investiga supostos desvios de recursos da área de saúde do governo fluminense.

Impeachment de Witzel

Há duas semanas, deputados da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovaram — em votação simbólica — a abertura de processo de impeachment do governador Wilson Witzel (PSC-RJ).

O mandatário fluminense se viu abandonado pela Alerj. O placar foi 69 a zero. Contra o governador recaem acusações de supostas irregularidades em gastos no combate à covid-19.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 Comentário

  1. Está operação deve ganhar corpo e atingir TODOS OS ESTADOS d confederação !
    Deve ter o apoio de todas as pessoas de bem .
    E todos os que estão envolvidos que sejam punidos , dessa vez sem a interferência da ( magnânima) suprema corte os tais advogados de corruptos . Tá entendendo?

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Supremas safadezas

Como os ministros do Pretório Excelso, o promotor da minha infância se julgava onipresente, onisciente e onipotente

A Suprema Corte e o abuso do poder

Quando juízes se tornam “superlegisladores”, as instituições se fragilizam e a sociedade perde a fé no sistema democrático

David Hume cancelado

Está em curso uma espécie de eugenia intelectual que conta com a simpatia ou covardia de reitores e professores de prestigiadas universidades internacionais

Vacina contra ditadura

Na ONU, Trump fez o que todo mundo com juízo deveria ter feito — e não fez, sabe-se lá por que mistério das escrituras empáticas

Alerta: pesquisas à vista!

Por que as sondagens eleitorais erram tanto, como isso distorce o processo democrático e o que se pode fazer

E chegamos à era dos ciborgues

Teremos nosso potencial mental multiplicado e nossas ações serão, literalmente, rápidas como o pensamento. O que faremos com esse novo poder?

Os intelectuais e a sociedade

Intelectuais ignoram que há mais sabedoria na população em geral do que num indivíduo qualquer, por mais inteligente que ele seja

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma guerra civil nos EUA?

A mídia recusa-se a noticiar o que é evidente aos olhos de seus espectadores, e intelectuais argumentam que “saques e protestos violentos são vivenciados como eventos alegres e libertadores”

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Revista Oeste — Edição 27 — 25/09/2020

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês