Alerj inicia votação do ‘impeachment’ de Witzel

Esta é a primeira vez na história do Estado que um processo de impeachment chega a última etapa
-Publicidade-
Governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel | Foto: Philippe Lima
Governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel | Foto: Philippe Lima

Esta é a primeira vez na história do Estado que um processo de destituição do cargo de governador chega à última etapa

Witzel
Governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel | Foto: Philippe Lima
-Publicidade-

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) iniciou na tarde desta quarta-feira, 23, a votação no plenário do processo de impeachment contra o governador afastado Wilson Witzel (PSC).

A sessão deve ser demorada. Cada um dos 25 partidos com representação na Alerj tem até uma hora para falar. Depois, será a vez de a defesa pronunciar-se por até uma hora.

LEIA MAIS: Lembre o vaivém do processo de impeachment de Witzel

Esta é a primeira vez na história do Estado que um processo de impeachment chega à última etapa.

São necessários 47 votos para que o pedido seja acatado e o processo vá para uma comissão mista, formada por deputados e desembargadores, que dará a palavra final sobre a cassação do mandato.

Witzel já está afastado do cargo pelo Superior Tribunal de Justiça desde 28 de agosto. Quem está comandando o Estado é o vice-governador Cláudio Castro.

A denúncia

O processo se baseia na denúncia de autoria dos deputados Luiz Paulo e Lucinha (ambos do PSDB), protocolada em 27 de maio, que acusa Witzel de crime de responsabilidade.

O texto apoia-se em investigações do Ministério Público que levaram à deflagração da Operação Placebo, cuja finalidade é a apuração de indícios de desvios de recursos públicos destinados ao atendimento do estado de emergência na saúde em razão da pandemia.

A denúncia também usa o despacho judicial, concedido pelo ministro Benedito Gonçalves, do Superior Tribunal de Justiça, que permitiu a ação de busca e apreensão nas residências ligadas ao governador.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comment

  1. Que vergonha!!!
    Eu votei nele acreditando que por ser juiz e nunca ter feito parte da política, ele seria diferente!
    Ledo engano!
    Foi pior a emenda que o soneto!
    Acho que o fato de ter sido juiz, fez com que ele pensasse que seria intocável. Sei lá o que se passa na cabeça desse sujeito.
    Morro de pena do Rio de Janeiro. Mais um ladrão pra conta!

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site