Contra regras de confinamento, Osmar Terra enfatiza: ‘Ninguém pegou o vírus na lojinha do shopping’

Deputado federal pelo MDB do Rio Grande do Sul afirma, além disso, que a pandemia da covid-19 caminha para o fim no Brasil
-Publicidade-
Osmar Terra: apesar de confinamento, doença seguiu no Brasil | Foto: AGÊNCIA BRASIL
Osmar Terra: apesar de confinamento, doença seguiu no Brasil | Foto: AGÊNCIA BRASIL | osmar terra - covid-19 - novo coronavírus

Além disso, deputado federal pelo MDB do Rio Grande do Sul afirma que a pandemia da covid-19 caminha para o fim no Brasil

osmar terra - covid-19 - novo coronavírus
Osmar Terra: apesar de confinamento, doença seguiu no Brasil | Foto: AGÊNCIA BRASIL

Crítico de medidas de confinamento social como forma de combate ao vírus chinês, o deputado federal e ex-ministro da Cidadania Osmar Terra (MDB-RS) voltou a se manifestar em relação ao tema na noite de hoje. Em entrevista à rádio Jovem Pan, o parlamentar, que é médico formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), afirmou que a doença caminha para seus últimos passos no país.

-Publicidade-

Leia mais: “‘Estamos há 100 dias sem ministro da Saúde’, mente Psol”

“A covid-19 é uma epidemia que tem começo, meio e fim. E está caminhando para o fim”, disse Terra ao participar de Os Pingos nos Is, programa da Jovem Pan que tem em seu time de comentaristas os jornalistas Augusto Nunes e Guilherme Fiuza, colunistas da Revista Oeste. O deputado federal lamentou as mais de 100 mil mortes no Brasil por causa da doença viral, mas lembrou que o número é bem inferior a projeções de 1 milhão de óbitos relacionados ao novo coronavírus. Conforme noticiou Oeste, o biólogo e youtuber Atila Iamarino chegou a cogitar em 3 milhões de mortes.

Confinamento ignorado

Em outro trecho de sua entrevista, Terra avisou que o vírus em questão “ignorou qualquer quarentena”. Dessa forma, ele pôs em xeque a estratégia adotada por governadores ao longo dos últimos meses, que ordenaram o fechamento do comércio. “O confinamento é um absurdo. Ninguém pegou o vírus na lojinha do shopping”, reclamou. “O que ajudou a espalhar o vírus foram as grandes aglomerações, não o pequeno comerciante”, concluiu o congressista do MDB gaúcho.

PAINEL: “Os números da covid-19 no Brasil e no mundo” — Informações atualizadas diariamente pela equipe do site da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários Ver comentários

  1. O pequeno comerciante, seus funcionários e seus clientes(a grande maioria deles) infelizmente não pode fugir das aglomerações dos pontos de ônibus, das plataformas dos trens e dos vagões lotados do metrô .Amontoados como bichos nos ônibus velhos e se acotovelando nos pontos de VANS piratas nas entradas das comunidades sem postos de saúde e sem assistência medica nenhuma, os funcionários das “lojinhas dos shoppings ” levaram o vírus para seus locais de trabalho, não por irresponsabilidade, mas por falta de opção. Prova é que o vírus agora está nas periferias justamente naqueles que trabalharam nas atividades essências: enfermeiros, bombeiros, policiais, motoristas de ônibus, faxineiras,domésticas,porteiros etc. O confinamento não foi possível nem deu resultado para eles,pois vivem amontoados em cômodos com seis pessoas, deixam os filhos com avós por falta de creches , são vulneráveis porque não possuem esgoto nem água tratada e sua atenção à saúde básica é tratada com descaso e falta de médicos, exames e tratamento digno. Portanto, a situação requer reflexões mais profundas , debate sério sem ideologias arraigadas e sentimentos de compaixão com os mais de 115 mil mortos, e não dois mil como previu este senhor.

  2. Bolsonaro, Osmar Terra , a Nise yamaguchi e eu cá, estaremos sempre na pista contrária à dos vendilhões da Pátria aos chineses. Estamos é cansados dessa corja que governou o PAÍS nos últimos 35 anos.

    1. Nunca foi pela proteção , mas sim óleo controle da populacao . Esse isolamento estúpido serviu para dizimar empregos e matar mais gente de outras casas. O combate nunca foi contra o vírus e sim contra o Bolsonaro.

      1. Digo , nunca foi pela proteção, mas sim pelo controle da população. Esse isolamento estúpido só serviu para dizimar milhões de empregos e causar mortes de variadas causas. A luta nunca foi contra o vírus , mas sim contra o Bolsonaro.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.