Em retaliação a Bolsonaro, Congresso promete ignorar pautas governistas

Integrantes de Câmara e Senado indicaram que, a partir de agora, só serão aprovadas matérias relacionadas à covid-19
-Publicidade-
Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre | Foto: Marcos Brandão - Agência Senado
Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre | Foto: Marcos Brandão - Agência Senado | Sessão Vetos Cancelada

Integrantes de Câmara e Senado indicaram que, a partir de agora, só serão aprovadas matérias relacionadas à covid-19

Congressistas falam em retaliar governo | Foto: Roque de Sá – Agência Senado
-Publicidade-

Ao longo deste domingo, 19, manifestantes foram às ruas pedir uma maior abertura do Congresso em relação a pautas defendidas pelo presidente Jair Bolsonaro. A resposta da classe política, porém, será outra. As mobilizações irritaram ainda mais os líderes do Congresso e agora a expectativa é que, pelo menos no curto prazo, apenas matérias ligadas à crise da pandemia do coronavírus sejam aprovadas por Câmara e Senado.

MAIS: ‘Congresso prepara um golpe pra reeleger Maia’, diz Roberto Jefferson

Líderes de partidos aliados ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e até mesmo de partidos mais alinhados ao governo, admitiram a Oeste em caráter reservado que apenas matérias diretamente relacionadas no combate ao coronavírus serão apreciadas pelo governo. Outras pautas, mesmo as de caráter econômico, devem ficar em “banho maria” durante a crise sanitária.

A ideia dos congressistas é ignorar projetos que sejam encaminhados pelo governo ou inviabilizar a sua tramitação. Um exemplo são as Medidas Provisórias (MPs). Seis Medidas Provisórias correm o risco de caducar nas próximas semanas. Entre as quais, estão a MP 910, que trata da concessão de títulos de terra pequenos produtores e a MP 904 que extingue o Seguro Obrigatório de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT). Esta última, perderá sua validade já nesta segunda-feira, 20.

PEC do Saneamento

Outra matéria que não deverá ser prioritária neste momento é a chamada Proposta de Emenda Constitucional (PEC) do Saneamento. A proposta passou pela Câmara e o ministro da Economia, Paulo Guedes, listou a matéria como uma alternativa estruturante para se atenuar os impactos da crise do coronavírus. Mesmo assim, senadores resistem em dar seguimento à tramitação da matéria sob o argumento de que o governo tenta usar a covid-19 para aprovar uma PEC de caráter não emergencial. Em linhas gerais, a PEC busca estimular o investimento privado no saneamento básico brasileiro.

Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre | Foto: Marcos Brandão – Agência Senado

Nesta segunda-feira, 19, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), deve se reunir com membros da oposição e com parte do Centrão para firmar uma estratégia coordenada contra o presidente. Desde a semana passada, Bolsonaro vem se aproximando de alguns líderes do Centrão para tentar isolar o presidente da Câmara. Agora, é Maia quem busca dar o troco no presidente da República, conforme apurou Oeste.

Durante o domingo, foram realizadas manifestações no Distrito Federal, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Ceará, Maranhão e Paraná. Houve carretadas e buzinaços contra o Supremo Tribunal Federal (STF), contra o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e a favor do relaxamento do isolamento social.

Em Brasília, o presidente Jair Bolsonaro afirmou: “Todos no Brasil têm que entender que estão submissos à vontade do povo brasileiro. Chega da velha política” em meio a gritos de “Fora Maia” e pelo de fechamento do Congresso. A classe política, mais uma vez, parece ter ignorado o recado.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

21 comentários

    1. Tendo um congresso q, na cara dura, se dispõe a boicotar o país, o q resta à população a não ser pedir a ajuda das Forças Armadas? Não é o governo q esses deputados e senadores CABALHAS estão boicotando, na verdade estão arrebentando com o país. Ao usar o vírus chinês como pretexto, só querem votar verbas e benefícios p/ estados e municípios quebrados, sem qquer contrapartida. Querem continuar na gastança desenfreada, sugando o governo federal e quebrando o país. E nós, os otários, continuaremos a pagar a conta.
      Bolsonaro sabe disso, está tentando colocar um freio e aí os CANALHAS querem neutralizá-lo. E ainda falam q o fazem em defesa das instituições e da democracia! É muita sem vergonhice, não dá p/ tolerar. Se esses CANALHAS não voltarem atrás, damos todo o nosso apoio a uma intervenção militar, seja com a cara q for, p/ q se coloque ordem nesse horror q estamos vivenciando. O Brasil não merece passar por isso.

      1. Isto é um descalabro!!! Como pode um congresso dizer q simplesmente não votará pautas relevantes e benéficas à população???

    1. O que esperar de um congresso chantagista, podre, corporativista, refúgio de bandidos, uns condenados outros em vias de. Independentemente de Bolsonaro, deviam aprovar tudo que intetesse à melhoria de vida do povo, dos trabalhadores. Mas isso é uma ilusão. Querem é Mamar na teta. Vagabundos!!!

      1. Ao não submeterem votações de projetos do governo no Congresso, que beneficiem o povo brasileiro, só nos resta desejar a intervenção militar com mão-de-ferro contra a violência e a instituição de quantos AI, forem necessários. O governo não pode submeter -se à chantagem desses crápulas!

  1. O mais triste dessas manifestações é que é revelam o quanto muitas pessoas estão se sentindo oprimidas por essas instituições ditas democráticas, o quanto elas acham injusta a nossas leis, o quanto lhe falta o senso de Justiça. Cada vez que, o congresso não votar uma lei, não pelo mérito mas porque o Bolsonaro fez…, porque o Bolsonaro falou…. mais a população enxerga a pouca que lhe é dada. E quando sobe uma # de foraMaia ou, STFlixo fingem não entender, preferem. culpar o presidente, seus filhos, robôs, alienígenas…. O asco que essas figuras provocam na população vem do tratamento que recebem. Para a nossa “excelentíssima nobreza” , a população é apenas a grama do campo de futebol onde acontece o jogo. Pisam em nossas cabeças, nos cobram caro para que cada dia mais dificultem nossas vidas, enquanto ostentam seus luxos.
    Democracia não pode ser só a existência de eleições. O povo quer liberdade! Até quem clama pelo regime militar quer liberdade, querem um salvador para a opressão que sentem aumentar.

  2. O “Primeiro Ministro dos Ratos” é o maior calhorda que se tem notícia, após Eduardo Cunha. “Botafogo” é um execrável e a cadeia tem que ser seu destino.
    Sabotagem, conspiração contra ao país, articulados pelo “Botafogo” são fatos. Pior que ele, são os deputados que lhe dão sustentação.
    Não vivemos em uma democracia. O que existe são prédios infestados de “ratos” corruptos, que tentam se passar por representantes das Instituições.

  3. Já que está ficou difícil ‘negociar’ ao nível federal, os parlamentares claramente manobram para deslocar a apropriação do butim para os níveis estadual e municipal.

  4. Fora Maia, Alcolumbre e o resto podre. A que ponto chegamos, políticos pensando apenas em si e o resto do Brasil que se lixe. Vergonha do Congresso brasileiro.

  5. O Brasil estava avançando como NUNCA antes no início do governo Bolsonaro – praticamente TODAS as suas propostas faziam perfeito sentido, do combate efetivo à criminalidade à desburocratização, da redução de carga tributária à inserção do Brasil no clube dos maiores países do mundo.

    ATÉ que, das profundezas do inferno, vieram os demônios do STF e do Congresso para, uma vez mais, negar os anseios do povo, atrasar o progresso anunciado e perpetuar a corrupção no país. Bolsonaro está coberto de razão ao recusar o diálogo com tais ratazanas, que levarão a devida resposta do povo caso as FAs realmente fiquem na caserna.

    1. Retaliar o governo de Bolsonaro ou o povo brasileiro?? Onde está a democracia desses senhores que não admitem críticas?
      #ForaMaia
      #Fora Alcolumbre

  6. So que estes traste nao ta agindo contra o presidente tao agindo e contra o povo pq direitos democraticos e so pra eles o povo que va trabalhar como escravos e pagar seus impostos pra sustentas essas bandalheira que assola o pais esse virus nao e nada o virus e esses tres poderes que querem dar um golpe no pais eles nao aceitaram ate hoje a derota

  7. O congresso com o apoio de setores do STF estão esticando demais a corda, e isso não é bom, se o bom senso não prevalecer podemos ter consequências imprevisíveis. Quanto ao projeto do saneamento, essa nunca foi uma prerrogativa de nossos governantes, nossa mentalidade terceiromundista e retrógrada não liga pra isso, porque não dá voto. O Brasil que viva num lixão e no esgoto com eternas promessas eleitoreiras que nunca serão cumpridas.

  8. E triste vc ouvir de um congresso,que fala que esta lá para representar o povo,mas vai engavetar projetos que beneficia o povo,por birra com o executivo.
    Povo brasileiro vive de promessas,e enquanto esse povo não cumprir as suas,isso não vai parar!

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site