Facebook dissemina ‘fake news’ contra a ‘Revista Oeste’

Reportagem verídica é definida como conteúdo "falso" pela rede social
-Publicidade-
Reportagem sobre a Amazônia foi alvo de fake news
Reportagem sobre a Amazônia foi alvo de fake news | Foto: Reprodução

“Falso. É falso que imagem da Nasa prova que Amazônia não está ‘em chamas’.” Essa é a mensagem que o Facebook exibe para quem tenta divulgar a reportagem “Imagem da Nasa prova que a Floresta Amazônica não está em chamas”, publicada no site de Oeste em 20 de julho de 2020. Diferentemente do que propaga a rede social, a partir da autointitulada agência de notícias denominada Aos Fatos, a matéria em questão apresenta informações verdadeiras.

Leia mais: “Redes sociais perdem proteção legal ao atuarem como editoras”

Para afirmar que o conteúdo do site de Oeste era inverídico, a equipe de Aos Fatos tentou criar um suposto conflito entre informações fornecidas pela agência espacial norte-americana Nasa e pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Essa contradição, contudo, não existe. É o que explica o doutor em ecologia e chefe-geral da Embrapa Territorial há 40 anos, Evaristo de Miranda. Um artigo dele deu base para a produção da matéria de Oeste.

-Publicidade-

“Não existe contradição entre o Inpe e a Nasa, porque os dados usados como referência são os mesmos”, comenta Evaristo de Miranda. “O Inpe não usa vários satélites. Isso sim é fake news“, prossegue o experiente pesquisador. A explicação dele e as posturas adotadas por Facebook e Aos Fatos diante da veracidade da reportagem de Oeste estão disponíveis em “Facebook comete fake news ao tachar de fake news uma matéria verídica”, conteúdo publicado na Edição 42 da publicação digital.

Facebook comete ‘fake news’ ao tachar de ‘fake news’ uma matéria verídica

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

  1. Cada um tem direito a ter a sua própria opinião MAS não aos Facebook e Twitter são instrumentos da esquerda progressista.
    Os fatos não importam. O que importa é a versão que constroem para suportar sua visão pessoal de mundo é futura

  2. Verdade. O Facebook não tolera mais quando se ataca ferrenhamente os impostores esquerdopatas. Fui bloqueado por um mês porque afirmei que o tal Kitaguire era um japonezinho/chinezinho de merda! Disseram que eu estava praticando a política do ódia! Fora Facebook!

  3. esse pessoal , os tais checadores de “notícias verdadeiras”, são tão fakes, tão descerebrados, além de serem funças dos jornalecos tradicionais!!! Como eles pensam que são os sábios do jornalismo???!!! são patéticos e ridículos, não têm nem o QI mediano para escrever e pensar algo de útil!!!

  4. Facebook vai desaparecer, assim como Twitter, não dá pra aturar censores deliberados e definem uma versão dos fatos e quer que o mundo os siga!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.