Revista Oeste - Eleições 2022

PF: quadrilha fatura R$ 600 milhões com ouro ilegal

Agentes cumprem 52 mandados de busca em nove Estados contra integrantes de organização criminosa
-Publicidade-
As buscas são feitas em endereços de líderes e intermediários do grupo investigado
As buscas são feitas em endereços de líderes e intermediários do grupo investigado | Foto: Divulgação

A Polícia Federal e a Receita Federal deflagraram nesta terça-feira, 28, a Operação Lavagem de Ouro, para coibir a atuação de uma quadrilha que agia na extração e no comércio ilegal de ouro.

A Justiça autorizou 52 mandados de busca e apreensão para endereços relacionados aos líderes do grupo investigado e aos principais intermediários atuantes na lavagem de ativos. Além disso, também foram bloqueadas 40 contas de investigados, no valor de até R$ 614 milhões.

Os mandados foram cumpridos em nove Estados (São Paulo, Mato Grosso, Goiás, Pará, Paraná, Paraíba, Rio de Janeiro, Pernambuco e Rondônia) e no Distrito Federal.

-Publicidade-

“Foram aprendidos, até o momento, aparelhos de telefonia móvel e computadores dos investigados, documentos relacionados ao comércio de ouro ilegal, além de ouro em diversos endereços”, informou a corporação.

Os crimes apurados são de lavagem de ativos, receptação qualificada, falsidade ideológica, redução do pagamento de tributos federais, dificultar a ação fiscalizadora ambiental, promoção de organização criminosa e usurpação de bem mineral da União.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.