Trump diz que vai indicar uma mulher para a Suprema Corte

Nova integrante do tribunal vai ocupar o lugar deixado pela juíza Ruth Bader Ginsburg
-Publicidade-

Nova integrante do tribunal vai ocupar o lugar deixado pela juíza Ruth Bader Ginsburg

Trump
Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump | Foto: Tia Dufour/Casa Branca
-Publicidade-

“Apresentarei o nomeado na próxima semana; será uma mulher”, disse o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, neste sábado, 19. A declaração foi dada a apoiadores em um comício ao ar livre na Carolina do Norte.

A nova integrante da Suprema Corte norte-americana vai ocupar o lugar deixado pela juíza Ruth Bader Ginsburg. Ela morreu nesta sexta-feira, aos 87 anos, vítima de complicações de um câncer no pâncreas.

LEIA MAIS: Trump aprova acordo que mantém Tik Tok nos EUA

Mais cedo, ele se dirigiu aos republicanos no Twitter, afirmando que preencher o cargo era uma obrigação que deveria ser cumprida “sem atraso”.

A senadora republicana Susan Collins, do Maine, disse que a decisão deveria ser tomada pelo presidente eleito em novembro. Ao falar com repórteres na saída da Casa Branca, o presidente dos EUA rebateu afirmando “discordar completamente” da fala de Collins.

Os democratas argumentam que Trump está violando precedente de 2016, quando Barack Obama foi impedido de preencher uma vaga em aberto por se tratar de ano eleitoral.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comments

  1. mi mi mi dos esquerdinhas em desespero para variar não querem largar o osso da militancia judicial, o último reduto dos canalhas da esquerda para perverter os valores da justiça.

  2. Tem que nomear pra ontem, certamente será uma conservadora (graças a Deus). Danem-se os Democratas radicais, que em 28 anos transformaram a California no estado mais indesejado para se viver em todo o país. Nele hoje você não pode erguer um tijolo a mais na sua propriedade sem que tenha um “Permit”. Paga pela gasolina mais cara do país, paga o imposto de renda estadual (além do federal) mais alto entre todos os demais estados. A Tax Property (equivalente ao nosso IPTU) é astronômica. Na county onde moro é de 1.8% do valor do imóvel, por ano. Nela uma casa de 500 mil dólares (que em São Francisco ou SanDiego vale no mínimo o dobro), paga por ano a espantosa quantia de 9 mil dólares. A taxa varia de condado para condado pra mais ou pra menos, mas em média é isso.
    As escolas ditas públicas estão repletas de alunos filhos de imigrantes ilegais que ali estudam de graça. Na maioria delas existem gangues formadas por alunos que atormentam a vida dos que só querem estudar.
    Os imigrantes ilegais tem direito a assistência médica e dentária. Resumindo, quem paga por tudo isso é o cidadão que trabalha.
    Esse é o resultado das administrações do partido democrata. Onde os esquerditas colocam a mão é sinal de problemas.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site