Senadores pedem que Augusto Aras seja investigado - Revista Oeste

Edição da semana

Em 6 ago 2020, 07:14

Senadores pedem que Augusto Aras seja investigado

6 ago 2020, 07:14

Parlamentares acusam o procurador-geral da República de atacar a Operação Lava Jato

senadores

O procurador-geral da República, Augusto Aras | Foto: DIDA SAMPAIO/AGÊNCIA BRASIL

Integrantes do bloco Muda Senado protocolaram na quarta-feira 5 uma reclamação no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) contra o procurador-geral da República, Augusto Aras. O motivo, segundo eles: os ataques do PGR à Operação Lava Jato. O documento apresenta supostas tentativas do Ministério Público de minar as atividades da força-tarefa de Curitiba, entre elas, a ida da subprocuradora-geral da República Lindôra Araújo ao Paraná. Conforme noticiou Oeste, Aras afirmou que é necessário “corrigir os rumos do lavajatismo no Brasil”.

Os parlamentares solicitaram a Rinaldo Reis Lima, membro do CNMP, que proponha a instauração de processo administrativo disciplinar contra Aras. Contudo, caso o documento não resulte em processo disciplinar, que se “instaure sindicância para apuração dos fatos”. Entre outros argumentos, o Muda Senado garante que Lindôra Araújo cometeu várias irregularidades durante a visita que fez à força-tarefa de Curitiba. “Ela pediu uma reunião com Deltan Dallagnol sem informar a pauta, quem a acompanharia e sem formalização por ofício”, conclui o texto.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 Comentários

  1. Senadores pedem, mas o povo não. Segue o jogo.

    Responder
    • Só os bolsonaristas xiitas não conseguem (ou não querem) ver. É o acórdão PGR bolsonarista mais Centrão mais STF para barrar a Lavajato. Diz o ditado: “O pior cego é aquele que não quer ver!”.

      Responder
  2. Concordo com o pedido dos senadores mas gostaria de ve-los agir assim no que diz respeito às ações do STF e nas denúncias contra tofolli r outros. O silêncio mortal do senado quanto ao STF ( com honrosas e poucas ecxcecoes) nos faz achar que os senadores concordam com a arbitrariedade ou tem também o famoso rabo preso. Partam par a cima do presidente alcolumbre e pecammpara pautar o impeachment de uns três membros do STF ou critiquem na imprensa a censura que os conservadores esta o sofrendo. O senado está uma decepção.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Supremas safadezas

Como os ministros do Pretório Excelso, o promotor da minha infância se julgava onipresente, onisciente e onipotente

A Suprema Corte e o abuso do poder

Quando juízes se tornam “superlegisladores”, as instituições se fragilizam e a sociedade perde a fé no sistema democrático

David Hume cancelado

Está em curso uma espécie de eugenia intelectual que conta com a simpatia ou covardia de reitores e professores de prestigiadas universidades internacionais

Vacina contra ditadura

Na ONU, Trump fez o que todo mundo com juízo deveria ter feito — e não fez, sabe-se lá por que mistério das escrituras empáticas

Alerta: pesquisas à vista!

Por que as sondagens eleitorais erram tanto, como isso distorce o processo democrático e o que se pode fazer

E chegamos à era dos ciborgues

Teremos nosso potencial mental multiplicado e nossas ações serão, literalmente, rápidas como o pensamento. O que faremos com esse novo poder?

Os intelectuais e a sociedade

Intelectuais ignoram que há mais sabedoria na população em geral do que num indivíduo qualquer, por mais inteligente que ele seja

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma guerra civil nos EUA?

A mídia recusa-se a noticiar o que é evidente aos olhos de seus espectadores, e intelectuais argumentam que “saques e protestos violentos são vivenciados como eventos alegres e libertadores”

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Revista Oeste — Edição 27 — 25/09/2020

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês