Sérgio Moro deixa o governo Jair Bolsonaro - Revista Oeste

Em 24 abr 2020, 11:44

Sérgio Moro deixa o governo Jair Bolsonaro

24 abr 2020, 11:44

Ministro da Justiça não concordou com mudanças na Polícia Federal recomendadas pelo Presidente da República

Moro

Foto: Divulgação

Em entrevista coletiva realizada nesta sexta-feira, 24, Sérgio Moro, anunciou que deixará o ministério da Justiça do governo Jair Bolsonaro. O estopim da crise foram as mudanças realizadas no comando da Polícia Federal e que não tiveram aval de Sérgio Moro.

Na manhã desta sexta-feira, Maurício Valeixo deixou o cargo de Diretor-Geral da Polícia Federal. Pela publicação no Diário Oficial da União (DOU), a exoneração ocorreu a pedido de Valeixo. Entretanto, o ministro Sérgio Moro não endossou a saída do seu auxiliar. “O fato é que não existe nenhum pedido formal. Fui surpreendido e achei que isso foi ofensivo”, afirmou Moro ao explicar que Valeixo não pediu para sair do cargo.

“Não é uma questão do nome. Há outros bons nomes. O grande problema de realizar essa troca foi a violação de uma promessa que inicialmente me foi feita, de que eu teria ‘carta branca’. Em segundo lugar, não havia uma causa e portanto, estaria clara a interferência política na Polícia Federal. O que gera um abalo na credibilidade. Não minha, mas também na do governo”, disse Moro.

Desde a tarde desta quinta-feira, surgiram informações sobre um desconforto entre o presidente Jair Bolsonaro e Sérgio Moro sobre o processo sucessório na PF. Conforme já havia adiantado Oeste, os dois entraram em conflito sobre a saída de Valeixo. Os militares do governo ainda atuaram para atenuar esse desconforto, mas eles não conseguiram.

Repercussão

A troca de Valeixo foi criticada por entidades ligadas aos Policiais Federais como a Associação Nacional dos Peritos Criminais (APCF). “É preocupante que o Executivo lance mão de sua prerrogativa de trocar o comando da PF sem apresentar motivos claros para isso”, disse o presidente da APFC, Marcos Camargo. “Somente com a autonomia da Polícia Federal é que pode se evitar crises como essas”, emendou o presidente da Associação de Delegados da Polícia Federal (ADPF), delegado Edvandir Paiva.

Sobre a suposta promessa de ser indicado a uma vaga no STF por Bolsonaro, Moro afirmou: “Nunca houve essa condição. De aceitar um cargo de ministro da Justiça pensando em outro não é da minha natureza. Eu assumi esse cargo, mas a ideia era aprofundar o combate à corrupção e levar maior efetividade em relação à criminalidade violenta e ao crime organizado”.

Ao longo da coletiva, Sérgio Moro defendeu a sua história na magistratura e os resultados que conseguiu no comando do Ministério da Justiça e Segurança Público.

 

 

TAGS

38 Comentários

  1. Bolsonaro mostra cada vez mais o que é, um estelionatário, um traidor, um patife!!! Moro mostrou o gigante que é, torço muito para que ele aceite ser o grande estadista que está florescendo.

    Responder
    • Incoerente e ñ votou em Bolsonaro. Ele prometeu ataque constante à corrupção, não q MORO seria sei MINISTRO. Na verdade somos simpáticos ao MORO, o q representa, mas o PRESIDENTE é em quem votamos.

      Responder
      • Meu voto foi anti PT,foi na Lava Jato, foi no Moro e Guedes, não no deputado do baixo clero, inexpressivo, descompensado e boçal.

        Responder
      • Pelo contrário, os votos foram no programa de governo que ele apresentou e nas promessas de campanha. Se resolveu ser como os outros, vai arcar com o preço.

        Responder
  2. Um tiro no pé absurdo de Bolsonaro, e TUDO o que os esquerdopatas queriam. Temo que hoje tenha sido, realmente, o fim de um sonho de transformação conservadora no Brasil. E mais decepcionante ainda é saber que Bolsonaro fez tal tipo de pressão, quando ele havia sido o primeiro a afirmar a luta contra tais atos de politicagem velha.

    Minha defesa do PBR não é absoluta, e hoje não hesito em dizer: ele errou, e feio. E não se iludam: toda aquela clique corrupta está, neste momento, bebendo uma champagne para celebrar o retorno dos venais que nunca foram. Um dia muito triste para a Nação. Só nos resta esperar por um provável impeachment que, pelo menos, coloque Mourão no poder. Porque agora estou convencido de que a barca virou mesmo.

    Responder
    • Vc ñ votou em Bolsonaro. Vote em MORO em 22, e por enqto seja esse entusiasta do comportamento do congresso e STF.
      Cobre ao CONGRESSO a PRISÃO em SEGUNDA instância e fim do foro privilegiado, ou conclua q MORO ou Lula conseguirão GOVERNAR este Brasil. Acorda rapaz!!!

      Responder
      • Como pode alguém afirmar e acusar as pessoas de não terem votado em Bolsonaro? Eu votei e isso nao diminui a minha decepção de ver o que esta acontecendo. Vcs acham que todos tem que ser seguidores cegos de alguém, como vcs são. Mas o certo, a verdade e a realidade estão ai para mostrar.

        Responder
        • Espero sinceramente que #Moro não vá cuidar só de sua vida particular.
          Precisamos de homens como ele na vida pública.
          Ele tem de fato compromisso de diminuir a corrupção.
          Boa sorte Moro; e obrigada por tudo
          #EuApoioaLavaJato

          Responder
        • Quando voltei no Bolsonaro foi por exclusão, hoje voto nele por convicção. O grande líder se conhece na crise, Bolsonaro está tentando praticamente sozinho evitar o suicídio do Brasil como Nação. Quando da demissão do Mandetta, que estava tentando implodir o governo por dentro, Sérgio Moro ficou ao lado deste. Quem fica contra o líder é traidor.

          Responder
      • Vc é analfabeto funcional? VOTEI em Bolsonaro e continuaria apoiando o mesmo caso esse tipo de estupidez política não fosse cometida por ele. Provocar a saída de Moro por tais motivos foi um erro monumental – estou realmente decepcionado e vejo o dia de hoje como uma data muito triste para o Brasil conservador.

        Responder
        • Moro não é conservador, é progressista, só pra constar.

          Responder
      • O grande líder a gente conhece na despedida, infelizmente o Sr Sérgio Moro, por quem tenho grande respeito, entrou muito grande e saiu pequenino do governo. Pela sua fala se tem a impressão de que queria ser maior que o Presidente.

        Responder
        • Moro foi grande, verdadeiro, probo e transparente!!! Bolsonaro é pequeno, ninguém precisa provar isto.

          Responder
    • Ridículo dizer que votar em Bolsonaro significa aceitar tudo sem discutir. Isto quem faz são os mortadelas. Bolsonaro tinha um programa de governo, calçado principalmente no combate à corrupção. Este é apenas o mais sério exemplo de seu descompromisso com isto, começou com o fim do COAF e a primeira pressão, ano passado, contra o Valeixo. Agora, caiu nos braços do Centrão e vai se arrepender muito em breve, pois vai levar um grande pé na b. Quem aos porcos se mistura, acaba comendo lavagem.

      Responder
  3. Bolsonaro não se sustenta mais. Tudo para proteger seus filhos? BRASIL acima de tudo. Peça para sair se for patriota.

    Responder
    • Espere 1 pouco, 1 pouquinho mais!!!
      Quem votou em Bolsonaro pq ñ queria o fim do comunismo, se declara!

      Responder
    • Mourão em aquecimento. #Moro2022

      Responder
  4. Não se precipitem, afobados. Esperem para ver o que está por trás disso. Bolsonaro pode estar tentando encobrir sujeitas? Não descarto, é possível. MAS pode ser outra coisa tbm: Moro, no meio de uma pandemia, aproveita um pretexto para sair e tentar implodir o Governo. De modo que não se espantem caso Moro vá para o NOVO ou para o PSDB, e já esteja pavimentando tudo para 2022.

    Responder
    • Com todo o respeito, o senhor não entendeu nada.

      Responder
    • Com todo respeito…ser apoiador do governo é uma coisa. Ser fã é outra.
      E pior, ser um fã alienado, cego.
      Flávio não merecia o sangue do Moro. Lamentável.

      Responder
    • Adoraria acreditar em vc, Thiago – mas a probidade de Moro é inconteste; ele APOIOU o projeto de governo, trabalhou bem, e saiu quando a promessa de Bolsonaro foi quebrada. Simples assim.

      Responder
  5. A falta de habilidade política de Bolsonaro atinge o ápice. Moro sai, mas sai atirando, que é o que deve fazer uma pessoa que tem vergonha na cara. Sim, o barco virou por força da desqualificação técnica do seu timoneiro. A tempestade aumenta, as ondas dobram de tamanho e chove vírus sobre o país. A esquerdada nem precisou se esforçar para acabar com o primeiro governo de direita eleito. Ele mesmo se encarregou disso. A cereja nesse bolo de merda será a saída de Paulo Guedes. Que dia terrível! Acabou.

    Responder
    • Concordo, o Guedes dará o golpe de misericórdia nesse traidor!

      Responder
    • Infelizmente devo concordar com vc – e digo isto como alguém que apoia 100% o projeto original de Bolsonaro. Não entendo como ele, ou seus assessores próximos, deixou esse tipo de imbecilidade acontecer. Se Guedes sair por razões parecidas, Bolsonaro sairá do poder em poucos meses. E digo isto com MUITA tristeza no coração.

      Responder
  6. “Estratégia”
    Corrupção 07 x 00 Brasil: Como defender um governo desse. Que vergonha.
    Flávio valia o custo do sangue do Moro (?). Lamentável… PR.

    Responder
  7. O presidente é totalmente aloprado, assim como os seus fanáticos seguidores, ter um líder é pra matilha, ele ficará sozinho, com seus amigos corruptos e seus filhotes encrencados, fez o jogo da esquerda, espero que se enforque com a própria corda, TRAIDOR!

    Responder
    • Bem educadamente, como é de praxe do Sérgio Moro, além de bem articulado e pragmático, ele disse que o “presidente vendeu de vez a alma para o diabo”. Tentando ser o mais racional possível, uma vez que aprecio o trabalho do ex-ministro, agora precisamos ouvir o outro lado. Mas que foi uma péssima notícia foi.

      Responder
  8. É a última vez que comentarei em redes sociais mesmo! Estou perplexo, atordoado, traído uma vez mais como eleitor, venceu a improbidade, a safadeza, a traição, a soberba, a ambição, o ciúme da popularidade de um homem íntegro, probo, sincero que largou uma carreira de 22 anos de Magistratura para acreditar em uma pessoa que acha que o Brasil é só dele mesmo! Vai ser tirado do cargo, esperem e verão, será rápido, pelo o que disse publicamente o Dr Moro, agora sim, há justa causa para o Impeachment do Bolsonaro que não poderá dizer que foi esquerda ou sei lá o que que vai impedi-lo, foi ele mesmo quem fez oposição à ele mesmo! Será impedido rapidinho mesmo! O peixe morre pela boca mesmo, principalmente os traíras! Vergonha descarada mesmo Bolsonaro! Renúncia vai evitar o seu Impeachment! Tchau Bolsonaro!

    Responder
  9. Acabou Jair ! Votei em vc sou contra o PT pelo que fez.Agora quero sua saída.
    Mourao já!

    Responder
    • Volúvel?

      Responder
  10. Luto nacional; que decepção!
    Acho que daqui há pouco, sairá o Guedes também. Muito triste!
    Ainda estou em choque pra fazer um comentário mais detalhado…fico por aqui..

    Responder
  11. impressionante o numero de trolls e stalkers que ¨ comentam ¨ aqui !

    Responder
    • Troll? Na sua cabeça tosca, qualquer um que diga o óbvio,que Bolsonaro é um completo idiota, é um troll, um hater?
      Acorda pra cuspir, esse governar não só VAI como PRECISA acabar.

      Responder
  12. Inacreditável. Uma decisão idiota, essa de demitir o diretor da PF, sem o menor senso político, ou de oportunidade. Bolsonaro acaba de perder a eleição de 2022, se chegar até lá. Só não entendo o que faz o entorno do presidente. Não tinha ninguém pra avisar da burrice que seria exonerar o Maurício Valeixo ? Que estúpidos !!

    Responder
    • Os Vermelhos Escarlates tinham ódio do Moro porque enquadrou seus ídolos, agora estão apaixonados por Moro e estão chorando pelos cantos, digo,pela internet?Bolsonaro realmente é um Mito, consegue transformar água em vinho?

      Responder
  13. A gente lendo os comentários temos a impressão de que Bolsonaro se elegeu Presidente praticamente só, porque é um estúpido. Engano de quem pensa isso, o Presidente tem informações que não estão ao nosso alcance, algo de muito sério estava acontecendo

    Responder
  14. Duas opções: uma CPI é instaurada, e Moro derruba o bandido. Ou o bandido passa a entregar o resto do Brasil ao congresso pra se manter capenga até o fim do mandato. É a república em todo seu esplendor.

    Responder
  15. Acho que Sérgio Moro era um excelente Juiz mas deixou a desejar como Gestor de um Ministério. Tive um Gerente que dizia:Ao indicar um funcionário para cargo de gestão, tome cuidado .”VC pode perder um excelente trabalhador e ganhar um péssimo gestor”.Acho que é o caso do Dr. Moro.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Coronavírus

Assine a nossa news

Revista Oeste — Edição 10 — 29/05/2020

Oeste Notícias