Snowden é condenado a pagar US$ 5,2 milhões por lucro com livro

Edição da semana

Em 1 out 2020, 16:40

Snowden é condenado a pagar US$ 5,2 milhões por lucro com livro

1 out 2020, 16:40

Ele ficou conhecido mundialmente após revelar atividades de espionagem dos Estados Unidos

Snowden

Edward Snowden | Foto: Reprodução

O ex-analista da NSA (Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos) Edward Snowden vai ter que pagar US$ 5,2 milhões, cerca de R$ 30 milhões ao governo norte-americano.

Ele foi condenado na última terça-feira, 29, pelo Tribunal Distrital da Virgínia por ter obtido lucro com o vazamento de segredos de Estado.

Snowden publicou um livro sem submetê-lo à NSA e ao FBI para revisão, o que, segundo a corte, viola acordos que ele havia assinado.

LEIA MAIS: União Europeia e Reino Unido travam mais uma batalha pós-Brexit

O ex-analista ficou conhecido mundialmente após revelar atividades de espionagem dos Estados Unidos tanto de cidadãos norte-americanos como de estrangeiros – incluindo diversos líderes políticos ao redor do mundo. Desde que o caso veio à tona ele vive exilado na Rússia.

“As informações de inteligência devem proteger nossa nação, não fornecer lucro pessoal”, disse o procurador G. Zachary Terwilliger.

O procurador-geral adjunto Jeffrey A. Rosen afirmou que Edward Snowden violou suas obrigações legais para com os Estados Unidos: “seus ganhos financeiros ilegais devem ser entregues ao governo”.

A ação judicial dos Estados Unidos não buscou impedir ou restringir a publicação ou distribuição do livro, mas recuperar todos os rendimentos ganhos por Snowden.

Este processo é uma ação civil e baseada exclusivamente na questão do livro e não tem relação com as acusações criminais movidas contra Snowden pela divulgação de informações confidenciais.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Vacinação sem vacina

Falar em obrigar a população inteira a se vacinar — com uma vacina que não existe — significa o quê? Um negócio da China?

Supremas diferenças

Ao compararmos o STF à Suprema Corte dos Estados Unidos, o choque é violento

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

Ciência, que é bom, nada

Ciência, que é bom, nada

"Desde o começo da epidemia a discussão vem sendo assim: política em primeiro lugar", afirma J.R. Guzzo...

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês