STF autoriza SP a suspender pagamento de dívida com a União - Revista Oeste

Em 23 mar 2020, 06:25

STF autoriza SP a suspender pagamento de dívida com a União

23 mar 2020, 06:25

Dinheiro será usado no combate ao coronavírus

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, suspendeu ontem, domingo 22, por seis meses, o pagamento da dívida pública do Estado de São Paulo com a União.

A decisão foi tomada a pedido do governo estadual.

As parcelas mensais são de 1,2 bilhão de reais e deverão ser destinadas para o combate ao coronavírus.

“Defiro a liminar requerida, para determinar a suspensão por 180 (cento e oitenta dias) do pagamento das parcelas relativas ao Contrato de Consolidação, Assunção e Refinanciamento da dívida pública firmado entre o Estado autor e a União, devendo, obrigatoriamente, o Estado de São Paulo comprovar que os valores respectivos estão sendo integralmente aplicados na Secretaria de Saúde para o custeio das ações de prevenção, contenção, combate e mitigação à pandemia do coronavírus”, disse o ministro.

Moraes determinou que a União não poderá, enquanto vigorar a liminar, tomar as medidas previstas no contrato para o caso de descumprimento do pagamento da dívida.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 Comentários

  1. Mais uma decisão estapafúrdia. No mundo civilizado primeiro se negocia. A justiça é o último recurso! O Sr . Doria está agindo como chefe de sindicato!! Bem ao estilo LULA!

    Responder
  2. Mais um golpe baixo. Vale tudo para derrubar o governo Bolsonaro.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa news

Coronavírus

Oeste Notícias