STF determina que o voto impresso é inconstitucional - Revista Oeste

Edição da semana

Em 15 set 2020, 16:10

STF determina que o voto impresso é inconstitucional

15 set 2020, 16:10

Relator da medida é o ministro Gilmar Mendes

stf

Plenário do Supremo Tribunal Federal | Foto: NELSON JR/SECOM/STF

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) formaram na segunda-feira 14 maioria para declarar inconstitucional a regra de 2015 que permitia a impressão do comprovante do voto nas eleições. Em junho de 2018, o STF decidiu de forma provisória barrar a medida. Contudo, agora, os ministros analisaram o conteúdo da ação, apresentada pela Procuradoria-Geral da República. Até o momento, prevalece o entendimento do ministro Gilmar Mendes, relator da ação, segundo o qual a medida “viola o sigilo e a liberdade do voto” — há dois anos, ele era a favor do voto impresso.

Leia também: “O direito de ser defendido pela polícia não vigora nas favelas do RJ”

Acompanharam o voto do relator os ministros Alexandre de Moraes, Marco Aurélio Mello, Edson Fachin, Ricardo Lewandowski, Dias Toffoli e Cármen Lúcia. O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Roberto Barroso, também votou pela inconstitucionalidade da medida e defendeu o atual modelo. Conforme Barroso, não há demonstração de fraude em razão do uso das urnas eletrônicas. “Esse modelo de votação, introduzido aqui há mais de vinte anos, fez com que o Brasil se tornasse referência mundial no assunto”, observou Barroso em seu voto. Celso de Mello não participou porque está de licença médica.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

18 Comentários

  1. Qual é o notável saber jurídico dos ministros do STF, para derrubar uma lei arguindo inconstitucionalidade por “violar o sigilo e a liberdade do voto”? O voto impresso é blindado e somente observado e confirmado pelo eleitor que além de não leva-lo para casa como entendem alguns jornalistas, é depositado em urna lacrada, permitindo portanto somente à auditorias por amostragem em urnas sorteadas, apurando e comparando com a contagem eletrônica. Só isso. Caso haja alguma diferença, basta apurar a contagem geral das urnas com os votos impressos. Não sera portanto necessário efetuar novas eleições.
    Portanto, como pode haver violação do sigilo e da liberdade do voto? Em que momento alguém vai saber o voto impresso dos candidatos dos ministros do STF ou de qualquer outro eleitor?
    Concluo que, não é necessário qualquer “notável saber jurídico”, para simplesmente declarar inconstitucional, a Lei de autoria do deputado Bolsonaro, única forma eficaz de AUDITAR o voto eletrônico. Penso que as empresas de consultorias e auditorias não foram consultadas pelos ilustres ministros.
    Ai eu pergunto, qual poder da República poderia exercer o Supremo controle sobre decisões equivocadas, erradas e intencionais de um Poder(Judiciário), sobre o outro Poder (legislativo)?. Estaria ai contemplado o poder moderador das Forças Armadas pelo art. 142 da Constituição?.
    Que harmonia é essa entre os poderes, quando há um poder que se declara mais sábio (esperto) que os demais?

    Responder
  2. Ai tem coisa. Não consigo confiar neste STF. Pelo entendimento dos supremos ministros, já tivemos muitas eleições inconstitucionais. Antes das urnas eletrônicas, votávamos em papel, como na maioria dos países do mundo.

    Responder
  3. Quando trocarmos este STF lixo, muitas medidas erradas precisarão ser revistas e modificadas, para o bem do Brasil.

    Responder
    • e’ preciso trocar estes sábios…

      Responder
  4. Sério @STF_oficial #STFVergonhaMundial então todas as eleições antes da urna foram ilegais??? Me responde essa @TSEjusbr

    Responder
    • Este STF é uma VERGONHA, então na maior parte dos países as eleições são fraudadas, pois o voto é impresso . Assim era no Brasil, quando tínhamos verdadeiros ministros com saber jurídico no STF.

      Responder
  5. Só p alerta, agora não é mais a esquerda q comanda o Planalto, se tiver alguma falcatrua na urna vão colocar aos 4 ventos isso. E os togados vão ver o sol nascer quadrado. É só um lembrete.

    Responder
  6. Só p alerta, agora não é mais a esquerda q comanda o Planalto, se tiver alguma falcatrua na urna vão colocar aos 4 ventos isso. E os togados vão ver o sol nascer quadrado. É só um lembrete. não custa avisar.

    Responder
  7. Existe solução alternativa ao voto impresso que garante 95% de confiabilidade, com margem de erro de 1%, ao resultado das urnas eletrônicas e está detalhada no vídeo do YouTube -> https://youtu.be/5SoivBZH9AE?t=3 .
    Se o TSE quisesse implementar essa medida, nem precisaria de lei. Se o Congresso Nacional quisesse implementar essa mesma ideia, bastaria aprovar uma mera lei ordinária, obrigando o TSE a realizá-la.

    Responder
  8. Já passou da hora de remover esses escrotos de lá. O verdadeiro STF não é esse lixo que vemos hoje. Não dá pra entender o que o Presidente, com o apoio das FFAA, está esperando. Ahhhh, é GOLPE!
    GOLPE é o que eles estão dando no Brasil. Vagabundos!

    Responder
  9. Não seria o contrário?

    Responder
    • Nas últimas eleições, vários eleitores denunciaram urnas que manipulavam os votos e nenhuma autoridade se prestou a investigar, muito pelo contrário, um ministros ameaçou os eleitores que resolvessem denunciar. Na última eleição ouve várias urnas fraudadas, na visão do STF é inconstitucional o voto com impressão, porque tira a Liberdade deles manipularem as eleições de acordo com os seus interesses pessoais e financeiros.
      Suas togas escondem a podridão das suas decisões, por isso que elas são pretas, a sujeira não aparece só fica o cheiro, mas isso eles já estão acostumados, pois fizeram da Suprema Corte o chiqueiro dos porcos da ORCRIM.

      Responder
  10. Gilmar é um vira-casa. Ele muda de opinião ao sabor do vento. Vergonha nacional.

    Responder
  11. Sendo o Brasil um país onde reina corrupção em todos os setores e níveis, qual a inconstitucionalidade existente em mais um item de segurança, salvo interesses escusos? Mais uma decisão “constitucional” de gilmar mendes.

    Responder
  12. Onde isso está escrito nessa m**** de Constituição que permite que esses canalhas interpretem ao seu bel prazer essas canalhices aí. Onde está escrito, canalhas f.d.p!

    Responder
  13. Como fazer compliance ou auditar realmente sem poder fazer a real conciliação do que esta no programa da urna x a prova em papel ! Acho que temos uma “tartaruga” em cima de um árvore .. !! ???… TSE = “jabuticada” ….

    Responder
  14. Realmente uma VERGONHOSA DECISÃO, até quando ???

    Responder
  15. Olhaaaaa… será que existem algumas segundas intenções nessa decisão de barrar o voto impresso??? Quantos santinhos tem no grupo da Vergonha Nacional?

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

O crime acima de todos

Não é que as instituições estejam funcionando mal, ou passando por alguma anomalia — ao contrário, elas são organizadas de maneira a tornar inevitáveis resultados como o que beneficiou André do Rap

O “cancelamento” contra a arte

Caso a sociedade se submeta a essa versão gourmetizada do stalinismo, nossos filhos e netos não terão o que ler, ouvir ou assistir

A segunda onda de hipocrisia

Em que pesem as comprovações de ineficácia dos lockdowns, enganadores como Emmanuel Macron fingem ter um mapa de bloqueio de contágio

Alerta: pesquisas à vista!

Por que as sondagens eleitorais erram tanto, como isso distorce o processo democrático e o que se pode fazer

O capitalismo pode salvar o mundo?

O sistema não é uma ideologia de laboratório, como o comunismo. É uma força viva, dinâmica, que há milênios se aperfeiçoa na satisfação das necessidades humanas

Por que há socialistas com mais de 30 anos

Duas razões: todos nós crescemos em famílias, que são pequenas comunidades socialistas; e na economia contemporânea é difícil estabelecer a conexão entre esforço e recompensa

Uma guerra civil nos EUA?

A mídia recusa-se a noticiar o que é evidente aos olhos de seus espectadores, e intelectuais argumentam que “saques e protestos violentos são vivenciados como eventos alegres e libertadores”

Fracasso governamental

“Os governos fracassaram de modo retumbante na crise do coronavírus. Mas também não há evidências de que o...

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês