STJ mantém Adélio Bispo em presídio federal - Revista Oeste

Em 18 jun 2020, 15:35

STJ mantém Adélio Bispo em presídio federal

18 jun 2020, 15:35

Autor da facada em Bolsonaro está detido em Mato Grosso do Sul

adélio bispo - atentado contra bolsonaro - justiça

Adélio Bispo, acusado como autor das facadas contra Bolsonaro | Foto: DIVULGAÇÃO/ACBPM

Autor da facada no então candidato a presidente Jair Bolsonaro, Adélio Bispo seguirá detido em Mato Grosso do Sul. Afinal, foi o que decidiu nesta quarta-feira, 17, Joel Ilan Paciornik, do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Dessa forma, Adélio continuará na Penitenciária Federal de Campo Grande.

Leia mais:Adélio Bispo agiu sozinho na tentativa de assassinar Bolsonaro, diz MPF

A decisão de Paciornik não é definitiva, contudo. Isso porque o parecer monocrático só será válido enquanto o tribunal não julgar o caso em definitivo — o que caberá à Terceira Seção do STJ. Ainda não há, entretanto, definição de quando o tema entrará na pauta da Corte.

O caso envolvendo o homem que tentou assassinar Bolsonaro chegou ao STJ após imbróglio em instâncias inferiores do Poder Judiciário. Isso porque em março o juiz Dalton Conrado, da Justiça Federal em Campo Grande, entendeu que Adélio não deveria seguir em presídio. De acordo com ele, o autor da facada precisaria se transferido para “local adequado” em fvor de tratamento psiquiátrico, conforme informa a Agência Brasil.

Posteriormente, o juiz Bruno Savino, da 3ª Vara da Justiça Federal em Juiz de Fora, foi o responsável por encaminhar o assunto para o STJ. Para o magistrado da cidade mineira em que o atentado contra a vida de Bolsonaro ocorreu, o hospital psiquiátrico da região, que a saber fica em Barbacena (MG), não teria como garantir a segurança de Adélio.

Absolvição

Savino foi, aliás, o responsável por absolver Adélio Bispo. Segundo ele, o autor da facada não poderia ser responsabilizado criminalmente, pois teria sido diagnosticado com transtorno mental. O magistrado, todavia, decidiu que ele deveria ficar internado por tempo indeterminado em hospital psiquiátrico. Mas, desde então, Adélio permanece detido na capital de Mato Grosso do Sul.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 Comentário

  1. Já já vão sumir com ele.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa news

Coronavírus

Oeste Notícias