Suécia combate o coronavírus sem 'lockdown' e sem máscaras - Revista Oeste

Em 14 set 2020, 19:00

Suécia combate o coronavírus sem ‘lockdown’ e sem máscaras

14 set 2020, 19:00

“Desconfio de soluções fáceis para problemas complexos”, afirmou o epidemiologista responsável pela estratégia sueca

Supermercado na Suécia com adesivos para garantir o distanciamento social

Supermercado na Suécia | Foto: Vogler/Wikimedia

Anders Tegnell, epidemiologista responsável pela estratégia sueca de combate ao coronavírus, não aconselha o uso de máscaras para conter a covid-19. “São uma solução fácil, e eu desconfio profundamente de soluções fáceis para problemas complexos”, afirmou o epidemiologista em entrevista ao Financial Times ao falar sobre o adereço que se tornou equipamento obrigatório na maioria dos países.

Leia também: “Coronavírus se propaga menos na Suécia”

Richard Milne, correspondente do jornal britânico no país, relatou sua experiência pelas ruas de Estocolmo, a capital sueca. “Compro discos em vários dos meus lugares favoritos, tomo café com gente sentada próximo a mim e uso o metrô para ir a reuniões e ao meu hotel”, disse. “Por toda parte, quase não vejo uma única pessoa de máscara.”

Dados da Organização Mundial da Saúde revelam que a taxa de propagação da covid-19 na Suécia está menor do que a média europeia. No mês de agosto, o país que dispensou o lockdown no combate ao coronavírus registrou cerca de 75 casos para cada 100.000 habitantes, enquanto o continente contabilizou quase o dobro, pouco mais de 124.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 Comentários

  1. O que ficou claro, independentemente das possibilidades de combate ao COVID 19, foi a utilização da pandemia por inescrupulosos de todos tipos e níveis, para benefícios próprios, em todo o planeta.
    Constatamos que não foram apenas a mídia, os pseudo intelectuais, todos partidos de esquerda, sindicatos, alguns governadores e prefeitos, o STF, e os ignorantes e alienados cooptados pela esquerda, somente daqui do Brasil que fizeram da pandemia motivo de pânico para impor e/ou se submeter, independentemente, das vidas ceifadas; isso foi, antes de tudo, um movimento mundial orquestrado por quem detém o poder econômico e o de persuasão.

    Responder
    • Perfeito seu comentário, Gerard. Concordo contigo. E ainda vou além do óbvio, acredito que estamos vivendo e presenciando a profecia de “Separação do Joio e do Trigo”. Imagina, se pra nós, seres imperfeitos e mortais, já ficou claro quem é joio e quem é trigo, imagina para o Deus Todo Poderoso, que tudo vê!! Acredito que falta pouco para vir o fim desse mundo, ou sistema de coisas. Eu vou rever tudo que faço, junto com minha família, fazer o máximo para ter a aprovação divina. Me perdoem, é apenas a minha humilde opinião. Abraços.

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Coronavírus

Revista Oeste — Edição 27 — 25/09/2020

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês