Estudo foi realizado com mais de 12 mil voluntários que trabalham nos hospitais universitários de Oxford