Eles afirmam que a cura não pode ser pior que a doença.