Adeus ao BlackBerry: saiba quais outros aparelhos chegaram ao fim

Confira a seleção
-Publicidade-
Ícones atingidos pelo declínio tecnológico
Ícones atingidos pelo declínio tecnológico | Foto: Divulgação/ Wikimedia

O mundo vive um momento de declínio tecnológico de importantes ícones do segmento. A BlackBerry é o mais recente exemplo desse cenário, com a empresa encerrando o suporte para os celulares da marca em 4 de janeiro.

Devido à paralisação, o uso da internet, o envio de mensagens de texto e a realização de chamadas foram prejudicados. Usuários que ainda têm o aparelho relataram mal-funcionamento nas redes sociais depois do anúncio.

Antes da BlackBerry, contudo, outros produtos ficaram obsoletos. Confira:

-Publicidade-

Nokia

blackberry
Modelo Nokia 1011 l Foto: Divulgação / Nokia

A Nokia começou a encerrar sua história, de décadas e inovações, com o fechamento da fábrica de celulares na Europa em 2011. Além de causar o “início do fim” da marca, o anúncio provocou a demissão de 3 mil funcionários. No ano passado, a empresa desativou a planta na Finlândia. A companhia ficou conhecida por lançar um dos primeiros aparelhos eletrônicos para o público geral, o modelo 1011, criado em 1992.

Features Phones

Modelo Features Phones l Foto: Divulgação/ Wikimedia

Os Features Phones eram os celulares antigos que desempenhavam poucas funções. Eles faziam ligações telefônicas, enviam de SMS, contavam com recursos limitados de multimídia e internet. Em 2015, do total de celulares vendidos no mundo, apenas 20% eram features phones. Já em 2018, os aparelhos foram totalmente substituídos pelos smartphones.

Câmeras Digitais

blackberry
Câmara Digital l Foto: Divulgação/Sony

Elas revolucionaram o mundo da fotografia. Pela primeira vez, usando câmeras digitais, foi possível tirar uma fotografia e publicá-la nas redes sociais depois de descarregá-las no computador via cabo USB. Com o tempo, foram substituídas pelos smartphones.

MP3 Player
blackberry
MP3 Player l Foto: Divulgação/ Pixabay

Os aparelhos eram uma febre nos anos 2000 devido à capacidade de armazenamento de até 20 mil músicas. No entanto, também perderam espaço para os smartphones, com tudo embutido no aparelho.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.