Amazon é multada em US$ 61,7 milhões por desviar gorjeta de motoristas

O gigante do 'e-commerce' não havia pagado aos motoristas da Amazon Flex o valor total da gratificação dos clientes
-Publicidade-
A Amazon aceitou a multa imposta pela Comissão Federal de Comércio
A Amazon aceitou a multa imposta pela Comissão Federal de Comércio | Foto: Reprodução/Flickr

A Amazon concordou em pagar mais de US$ 61,7 milhões para arquivar acusação da Comissão Federal de Comércio (FTC, na sigla em inglês), a qual alegava que o gigante do e-commerce não havia pagado aos motoristas da Amazon Flex o valor total das gorjetas recebidas em um período de dois anos e meio. A comissão informou que a companhia apenas interrompeu seu comportamento após saber da investigação, em 2019.

“Em vez de repassar 100% das gorjetas aos motoristas, como havia prometido, a Amazon usou o dinheiro ela mesma”, disse Daniel Kaufman, diretor interino do Escritório de Proteção ao Consumidor da comissão. “Nossa ação de hoje dá de volta aos motoristas dezenas de milhões de dólares dos quais a Amazon se apropriou indevidamente, e exige que ela tenha autorização dos motoristas antes de mudar seu tratamento de gorjetas no futuro”, afirmou ele.

Leia também: “Parler acusa Amazon de facilitar ataque hacker

-Publicidade-

Com informações do Estadão Conteúdo

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.