Empresa pretende levar ‘milhares’ de mamutes de volta à Sibéria

A criação da Colossal foi anunciada com capital privado de US$ 15 milhões
-Publicidade-
Foto: divulgação Royal British Columbia Museum
Foto: divulgação Royal British Columbia Museum

Numa história que parece ter saído da série Jurassic Park, um grupo de cientistas anunciou no último dia 13 a criação da empresa Colossal, com capital inicial de US$ 15 milhões. Um dos maiores investidores é o empresário da área de tecnologia Ben Lamm. A Colossal pretende concretizar os planos do biólogo (de Harvard) George Church de usar engenharia genética para repovoar a Sibéria com “milhares” de mamutes peludos, um animal extinto há 10 mil anos.

Ben Lamm e George Church (Foto: divulgação Colossal)

Segundo o New York Times, a Colossal está extraindo DNA de mamutes encontrados preservados no gelo e pretende usar um óvulo de elefanta para recriar os animais pré-históricos. O procedimento é completamente inédito, e seu potencial de realização levanta muitas dúvidas na comunidade científica. O processo de reintroduzir animais extintos na natureza é chamado de “desextinção”.

-Publicidade-

Leia mais: “A bela e trágica arte do marfim

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro