Qual será o destino das grandes redes sociais?

Colunista da 'Revista Oeste', Dagomir Marquezi analisa o tema
-Publicidade-
Redes sociais atuais terão tempo de vida, avalia colunista
Redes sociais atuais terão tempo de vida, avalia colunista | Foto: dole777/Unsplash

“Estamos num processo de grandes transformações. As grandes redes atuais mais cedo ou mais tarde farão parte do passado, como o Orkut e o MySpace.” Essa afirmação consta em trecho do artigo do colunista Dagomir Marquezi publicado na edição desta semana da Revista Oeste.

Leia mais: “Índia impõe restrições ao Facebook, Twitter e YouTube”

-Publicidade-

Marquezi registra, contudo, que sua afirmação vai além de mera opinião a respeito do futuro de plataformas como Facebook, Twitter e Instagram. De acordo com ele, esse é o histórico de iniciativas de redes sociais. Como exemplo, lembra os casos do Orkut e do MySpace.

“O mercado sabe disso e lança novas gerações de aplicativos. São tantos que fica difícil acompanhar todas as novidades. As novas redes tendem a ser mais específicas, evitando o generalismo do Facebook — e seus inevitáveis conflitos”, escreve o colunista no texto intitulado “Muito além do Facebook e do Twitter”.

Muito além do Facebook e do Twitter

______________

Revista Oeste

A atual edição da Revista Oeste vai além da análise de Dagomir Marquezi sobre as redes sociais do passado, do presente e do futuro. A publicação digital conta com reportagens especiais e artigos de J. R. Guzzo, Augusto Nunes, Ana Paula Henkel, Guilherme Fiuza, Rodrigo Constantino e Ubiratan Jorge Iorio.

Startup de jornalismo on-line, a Revista Oeste defende o liberalismo econômico e as liberdades individuais. Sem aceitar patrocínio de nenhum governo, o projeto de jornalismo digital é 100% financiado pelo público leitor. Para ser um assinante da publicação digital que vai “direto ao ponto”, basta clicar aqui, escolher o plano e seguir os passos indicados.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.