Subsidiária da Embraer vai desenvolver ‘carros voadores’ na Escandinávia

Informação foi confirmada pela empresa brasileira nesta quarta-feira, 10
-Publicidade-
A imagem projetada dos veículos aéreos elétricos
A imagem projetada dos veículos aéreos elétricos | Foto: Divulgação/Embraer

A Embraer anunciou nesta quarta-feira, 10, que sua subsidiária de mobilidade aérea urbana, a Eve, assinou um acordo com a norueguesa Widerøe Zero para desenvolver aeronaves elétricas de decolagem e pouso vertical (eVTOL) nos países da Escandinávia — Noruega, Suécia e Dinamarca.

A Widerøe Zero é uma incubadora de negócios de mobilidade aérea e faz parte da Widerøe, maior companhia aérea regional da Escandinávia, que já usa as aeronaves produzidas pela Embraer.

No mês passado, a companhia norueguesa recebeu um pedido para entregar 100 unidades do modelo voador para a empresa Avantto. De acordo com a agência Reuters, as entregas estão programadas para começar em 2026.

-Publicidade-
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.