YouTube anuncia remoção de vídeos com ‘fake news’ sobre vacinas

Plataforma já derrubou 130 mil conteúdos que tratam de imunizantes
-Publicidade-
Canais que publicarem conteúdos que desrespeitem a regra terão o material removido
Canais que publicarem conteúdos que desrespeitem a regra terão o material removido | Foto: Tymon Oziemblewski/Pixabay

Vídeos com “informações falsas” sobre os imunizantes anticovid-19 serão removidos do YouTube. É o que anunciou a plataforma, na quarta-feira 29, ao atualizar sua “política de moderação”. A big tech já tinha regras para publicações sobre a pandemia, porém agora passa a ter diretrizes mais duras que abrangem a todas as vacinas “que tenham aprovação de segurança e eficácia emitidas pelas autoridades locais de saúde e a Organização Mundial da Saúde.”

Canais que publicarem conteúdos que desrespeitem a regra terão o material removido e receberão uma notificação por e-mail. Se a infração se repetir, o envio de novos conteúdos ficará restrito por uma semana — reincidências em um período de 90 dias podem resultar na exclusão da conta. Desde outubro do ano passado, o YouTube já derrubou 130 mil vídeos sobre vacinas. A big tech informou que vai tirar “vídeos com alegações falsas de que vacinas são”:

-Publicidade-
  • Perigosas;
  • Causam danos crônicos à saúde;
  • Não reduzem as chances de transmitir/contrair doenças;
  • Ou que contenham desinformação sobre as substâncias contidas nos imunizantes.

“Temos visto constantes alegações falsas sobre as vacinas contra o coronavírus, que acabam gerando muita desinformação sobre imunizantes em geral”, escreveu Garth Graham, diretor de parcerias de saúde pública do YouTube, em comunicado. “Como qualquer atualização, levará um tempo até que nossos sistemas terminem de aplicar as regras em toda a plataforma”, disse.

Leia também: “Adolescente tem infarto e morre 16 horas após tomar a 2ª dose da Pfizer”

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.