Testes com a hidroxicloroquina estão suspensos, anuncia OMS - Revista Oeste

Edição da semana

Em 25 maio 2020, 14:30

Testes com a hidroxicloroquina estão suspensos, anuncia OMS

25 maio 2020, 14:30

Organização alega que não detectou a eficácia do medicamento; em entrevista a Oeste, pacientes relataram melhora depois de usarem o remédio

oms suspende testes com a hidroxicloroquina

Chefe da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus | Foto: DIVULGAÇÃO/FLICKR

Os testes com a hidroxicloroquina e a cloroquina para tratar pacientes com a covid-19 estão temporariamente suspensos . Assim decidiu a Organização Mundial de Saúde (OMS) nesta segunda-feira, 25.

O diretor-geral da entidade, Tedros Adhanom Ghebreyesus, afirmou que a decisão veio por causa do estudo científico publicado pela revista Lancet na semana passada.

Leia mais: Acompanhe a evolução da doença

De acordo com a pesquisa feita com 96 mil pessoas, “não houve eficácia dos testes com a hidroxicloroquina contra a covid-19”. Além disso, a pesquisa detectou risco de arritmia cardíaca nos pacientes que as utilizaram.

A Oeste, pacientes relataram melhora depois de usar o medicamento

Na edição número 3, a reportagem de capa trouxe depoimentos de várias pessoas que tiveram a covid-19, usaram o remédio e conseguiram se curar.

Países como França, Itália, Índia e Colômbia reviram protocolos e passaram a admitir o uso do medicamento no surgimento dos primeiros sintomas de covid-19 e não apenas em pacientes em estado grave.

Na semana passada, o Ministério da Saúde publicou um protocolo de recomendação da cloroquina.

Contudo, mesmo antes da mudança oficial de protocolo, hospitais como Albert Einstein, Sírio-Libanês, Beneficência Portuguesa e a rede Prevent Senior já vinham submetendo pacientes com a covid-19 ao tratamento.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

17 Comentários

  1. Esse cara está a serviço da indústria farmacêutica. Só na minha família 7 pessoas se curaram porque tomaram esse remédio. Uma irmã que não tomou veio a falecer. Conheço e tenho relato de amigos de centena que se curaram! Trump está certo, tem que tirar esse cara da OMS.

    Responder
    • A oms não tem legitimidade em porra nenhuma. Está a serviço de comunistas. Que tal questionarmos de quando a China vai começar a pagar a conta pela criação e disseminação do vírus chinês para o mundo?

      Responder
      • Prefiro acreditar nos relatos de quem se curou com o medicamento. Ele pode não ser eficaz para todos, mas funciona e é real.

        Responder
      • Há que se considerar que 80% das pessoas infectadas adquirem a forma leve, se curam até sem tomar remédio. Então, não tem como afirmar que foi a cloroquina que fez efeito nós casos leves.

        Responder
    • Como é um remédio barato e sem patente, não serve.
      Que FDP!!!

      Responder
    • OMS +CHINA COMUNISTA=MEDO E CORRUPÇÃO

      Responder
  2. Esta OMS é um puxadinho político da China e da indústria farmacêutica. Toda orientação que deu desde o início só piorou o combate a pandemia. O Brasil é obrigado a se submeter a isto?
    ESPERO QUE OS CIENTISTAS BRASILEIROS, QUE ESTUDAM A HCQ E POSSUEM RESULTADOS REAIS DA EFICÁCIA DA MEDICAÇÃO SE PRONUNCIEM!!

    Responder
  3. Ouvir Thedros, OMS, Imperial College e Bill Gates deveria ser proibido em toda a galáxia. Esse povo conspira a favor da China e suas sandices comunistas. Vão mentir lá na Conchinchina….

    Responder
  4. Essa OMS é cheia de filha da p*[email protected] Deveria ser dissolvida completamente. Não serve para nada, apenas para atrapalhar.

    Responder
  5. Esse salafrário é um bandido que nem médico é. Ele está na mão do laboratório americano(Gilead Scienc), juntamente com o sem vergonha do cientista Anthony Fauci, que deseja colocar no mercado brasileiro o medicamento Medisivir , o qual foi produzido para combater o Ebola sem sucesso. Como houve muito dinheiro envolvido , querem que o Brasil compre essa droga que não funciona ou não foi testado nem cientificamente nem clinicamente contra o Corona Vírus. A mídia eletrônica do Brasil já está toda comprada e iniciaram subliminarmente notícias que este medicamento diminui a viremia do Covide 19. Tudo mentira. E mais com médico tenho prescrito a hidroxicloroquina com sucesso a vários pacientes. Inclusive, proponho como profilaxia para os idosos em doses menores. Quando saírem da quarentena, os idosos sem anticorpos vão se deparar com o vírus que não receberam passagem aérea de volta para China.

    Responder
  6. Mais, o tratamento de 05 dias com Hidrocloroquina custa menos de 18 reais. E o tratamento de 05 dias com Memdisivir custa 400 dólares ou 2 mil reais. E o laboratório cinicamente já avisou, que se der certo (prova que não houve comprovação clínica nem científica) custará 4000 dólares ou 24 mil reais.

    Responder
  7. Errata: o nome do medicamento correto é REMDESIVIR. Desculpem a contrariedade e a pressa!

    Responder
  8. A carta do Trump endereçada a esse sujeito nos dá uma ideia de quão incompetente ele é. Não passa de um poste como alguns que temos no Brasil.

    Responder
  9. O que mais revolta é ver a #GloboLIXO e sua mais nova apoiadora CNN Brasil dando destaque ao que esse PULHA comunista capacho do governo chinês fala.
    A CNN hoje tornou a entrevistar a Dra. Yamagushi, a qual tornou a defender o uso da Hydroxicloroquina em conjunto com a Azitromicina. Não demorou muito e levou ao ar uma entrevista do médico de Manaus, responsável pela pesquisa do medicamento no Amazonas. A CNN sequer teve a coragem de confrontar esse médico com a Dra. Yamagushi.

    Responder
  10. CNN é mais do mesmo!

    Responder
    • O próprio estudo da Lancet conclui que novos estudos são necessários, então a OMS está errada em suspender os estudos. Têm interesses ocultos aí.

      Responder
  11. Alguém ainda confia na OMS??

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Vacinação sem vacina

Falar em obrigar a população inteira a se vacinar — com uma vacina que não existe — significa o quê? Um negócio da China?

Supremas diferenças

Ao compararmos o STF à Suprema Corte dos Estados Unidos, o choque é violento

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

O pai, o filho e o deboche

O pai, o filho e o deboche

A ideia geral de que não se deve praticar certas coisas em público, porque “pega mal”, parece caminhar rapidamente...

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês