-Publicidade-

União recupera R$ 1,1 bi com acordos e cobranças judiciais

Levantamento da AGU revela que mais de 40% do valor foi resgatado pela Operação Lava Jato

Levantamento da AGU revela que mais de 40% do valor foi resgatado pela Operação Lava Jato

união recupera
Sede da Advocacia-Geral da União, em Brasília | Foto: Wesley Mcallister/Ascom/AGU

A Advocacia-Geral da União (AGU) revelou que os acordos e as cobranças judiciais negociados pela Procuradoria-Geral da República já devolveram aos cofres públicos R$ 1,1 bilhão. A quantia é o dobro do que se recuperou em 2019. Conforme os documentos, mais de 40% do montante foi resgatado pela Operação Lava Jato, que este ano ressarciu a União em R$ 459,5 milhões. Outra importância significativa listada pela AGU foi aquela paga pela concessionária Ferrovia Centro-Atlântica: R$ 265,5 milhões. Trata-se de uma forma de reparar os prejuízos causados pelo não cumprimento de cláusulas contratuais na exploração de serviços de transporte ferroviário na Malha Centro-Oeste.

A quantia faz parte do acordo de R$ 1,2 bilhão fechado pela concessionária ferroviária junto à AGU e o Ministério Público Federal. Outros R$ 12,6 milhões foram ressarcidos pela Vale para reparar os danos provocados pelo rompimento da barragem de Brumadinho, em Minas Gerais, ocorrido em janeiro de 2019. “São valores que se revertem para o desenvolvimento de políticas públicas, como de saúde, segurança, educação e tantas outras, tão importantes para a efetivação de direitos fundamentais da população brasileira”, declarou o diretor do Departamento de Patrimônio Público e Probidade da AGU, Vanir Fridriczewski, em entrevista coletiva, na terça-feira 24.

Leia também: “A operação que mostrou que todos são iguais perante a lei”, reportagem publicada na edição n° 21 da Revista Oeste

-Publicidade-
Envie-nos a sua opinião, sugestão ou crítica! Fale conosco
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês