Vacina de Oxford contra covid-19 ainda pode sair este ano - Revista Oeste

Edição da semana

Em 10 set 2020, 13:00

Vacina de Oxford contra covid-19 ainda pode sair este ano

10 set 2020, 13:00

De acordo com CEO da AztraZeneca, parceira da universidade, progresso da revisão de segurança do imunizante determinará o cronograma

aztrazeneca, universidade de oxford, vacina contra covid-19, coronavírus,

Vacina contra covid-19 de Oxford pode sair ainda este ano | Foto: Divulgação/Universidade de Oxford

O CEO da AztraZeneca, Pascal Soriot, afirmou nesta quinta-feira que a vacina em desenvolvimento pela empresa em parceria com a Universidade de Oxford contra a covid-19 pode sair ainda este ano.

De acordo com o executivo, o progresso da revisão de segurança do imunizante determinará o cronograma a ser seguido pela farmacêutica daqui em diante.

A terceira fase de testes da vacina, que determina se ela de fato traz imunização e a segurança dela, foi paralisada devido a reações adversas graves em um voluntário no Reino Unido na terça-feira, 8. Ele desenvolveu mielite transversa e agora os cientistas buscam descobrir a causa da doença inflamatória no paciente.

“Estão sendo feitos mais exames no paciente, na pessoa que desenvolveu os sintomas”, disse o CEO. “Você tem que fazer uma série de testes, e você tem que ter tempo.”

Soriot afirmou ainda que a distribuição global das doses deve estar concluída para todos os países que fizeram acordo com a farmacêutica até o início de 2021.

Assim como o ministro da Saúde britânico, Matt Hankcock,  a AztraZeneca vê como rotineira a paralisação nos testes.

Segundo o jornal Financial Times, as testagens com a vacina devem ser retomadas já na semana que vem.

 

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Vacinação sem vacina

Falar em obrigar a população inteira a se vacinar — com uma vacina que não existe — significa o quê? Um negócio da China?

Supremas diferenças

Ao compararmos o STF à Suprema Corte dos Estados Unidos, o choque é violento

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma guerra civil nos EUA?

A mídia recusa-se a noticiar o que é evidente aos olhos de seus espectadores, e intelectuais argumentam que “saques e protestos violentos são vivenciados como eventos alegres e libertadores”

Você não pode perder

Ciência, que é bom, nada

Ciência, que é bom, nada

"Desde o começo da epidemia a discussão vem sendo assim: política em primeiro lugar", afirma J.R. Guzzo...

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês