Vacina da Oxford não foi causa de reação adversa em paciente

Edição da semana

Em 13 set 2020, 09:50

Vacina da Oxford não foi causa de reação adversa em paciente

13 set 2020, 09:50

Informação partiu da Anvisa, que permitiu a retomada dos testes do imunizante em desenvolvimento pela universidade com a AstraZeneca no Brasil

vacina contra covid-19, vacina de oxford, universidade de oxford, aztrazeneca, anvisa, antônio barra torres, mielite aguda

O presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres, informou que a vacina da Oxford não foi responsável pela reação adversa em voluntário do teste no Reino Unido
Foto: Leopoldo Silva/Agência Senado

Ontem, sábado 12, o presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antônio Barra Torres, disse em entrevista à GloboNews que não houve relação entre a vacina contra covid-19, em teste pela Universidade de Oxford e a farmacêutica AstraZeneca, e a reação adversa em um voluntário do Reino Unido.

“O que é muito importante é que o comitê independente verificou que não há nexo causal”, enfatizou Torres. “Então, essa informação, sem entrar em detalhes, é importante, e foi ela realmente que permitiu que os estudos prosseguissem com a maior segurança. Porque não foi constatada nenhuma causalidade entre o que ocorreu e a testagem da vacina.”

Com isso, a Anvisa autorizou a retomada da terceira fase dos testes clínicos do imunizante no Brasil, horas depois de a própria universidade e a farmacêutica oficializarem que estavam recomeçando o estudo no Reino Unido.

A pesquisa havia sido paralisada na última terça-feira, 8, quando um voluntário desenvolveu um quadro de mielite aguda, de acordo com o jornal The New York Times. A doença inflamatória é considerada grave e, por isso, os cientistas decidiram pausar as testagens até comprovar a segurança da vacina.

O Brasil é um dos países onde ocorre a terceira fase dos testes clínicos do imunizante. O governo já tem acordo para a compra de 100 milhões de doses e da tecnologia de produção da vacina. 

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

6 Comentários

  1. Menos mau, continuemos os testes!

    Responder
    • Cabe uma pequena questão: caso problema semelhante ocorra com as vacinas russa e chinesa, ficaríamos sabendo ?

      Responder
      • Ficaremos

        Responder
        • Nem que a vaca tussa. Principalmente chinesa.

          Responder
  2. De desmentida em desmentida ¨ procedamus im pacem ¨ ,sursum corda !!
    Não e´suficiente o estudo do dr.Montagnier ( Nobel!!! ) e dr.J.C.Perez que demonstra que o Coronavirus 2019-n Cov e´parcialmente SINTETICO.
    (Publicado na Internet)
    Nem que esta tese e´¨reforçada¨pela D.ra Li Meng Yan.
    Nem tem importancia que quem reforça tbm isso e´o Dr. Stefano Scoglio( indicado ao premio Nobel 2018!!!) que lembra o ¨postulado de Koch ¨( maior microbiologo de 1900) : se um patogeno causa uma patologia tem que isolalo do paciente infectado,por em cultura,injetar numa cobaia e verificar se se criaram os mesmos sintomas do infectado de quem foi subtraido . Isso ,apesar de ser afirmado por dezenas de pesquisadores, não foi demonstardo conforme as normas.
    Estudos do Dr.Scoglio são disponiveis na Internet.
    Se El Mundo e´um jornal importante, vale a pena refletir a respeito do titulo publicado hoje a respeito da Vacina da Oxford : ¨Un investigador de la Vacina Oxford dice que su eficacia no estara´asegurada hasta finale de 2021¨.
    E ja´ que isso tem tudo a ver com o ¨Turbo capitalista no border ¨B.Gates aqui vai a ultima grande ideia dele : Instalar no mundo novas ¨mini centrais nucleares¨para aumentar a ¨flexibilidade ¨do sistema eletrico.
    (Available in Internet)
    Eu ja´aumentei minha¨ flexibilidade¨ quando leio ou escuto os ¨postulados ¨ desde senhor, mas , depois desta boutade acho que vai endurecer.
    Num pais com energia limpa como o Brasil……………………………………………

    Responder
  3. No mínimo,foi sabotagem de algum órgão de esquerda.Factóide criado por algum comunista infiltrado.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Supremas safadezas

Como os ministros do Pretório Excelso, o promotor da minha infância se julgava onipresente, onisciente e onipotente

A Suprema Corte e o abuso do poder

Quando juízes se tornam “superlegisladores”, as instituições se fragilizam e a sociedade perde a fé no sistema democrático

David Hume cancelado

Está em curso uma espécie de eugenia intelectual que conta com a simpatia ou covardia de reitores e professores de prestigiadas universidades internacionais

Vacina contra ditadura

Na ONU, Trump fez o que todo mundo com juízo deveria ter feito — e não fez, sabe-se lá por que mistério das escrituras empáticas

Alerta: pesquisas à vista!

Por que as sondagens eleitorais erram tanto, como isso distorce o processo democrático e o que se pode fazer

E chegamos à era dos ciborgues

Teremos nosso potencial mental multiplicado e nossas ações serão, literalmente, rápidas como o pensamento. O que faremos com esse novo poder?

Os intelectuais e a sociedade

Intelectuais ignoram que há mais sabedoria na população em geral do que num indivíduo qualquer, por mais inteligente que ele seja

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma guerra civil nos EUA?

A mídia recusa-se a noticiar o que é evidente aos olhos de seus espectadores, e intelectuais argumentam que “saques e protestos violentos são vivenciados como eventos alegres e libertadores”

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Revista Oeste — Edição 27 — 25/09/2020

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês