Veja a derrocada do PT nas 4 últimas eleições municipais  - Revista Oeste

Edição da semana

Em 1 out 2020, 18:25

Veja a derrocada do PT nas 4 últimas eleições municipais 

1 out 2020, 18:25

A precarização dos quadros é uma realidade dura para o lulismo

Há quatro anos, o PT amargou sua pior derrota em capitais desde 1985, quando emplacou pela primeira vez Maria Luiza Fontenele em Fortaleza (CE). Saiu das urnas com 254 prefeitos, ante 637 no pleito anterior — em números finais, o pior desempenho desde 2004, quando 410 faturaram.

Para saber mais sobre o assunto, leia a reportagem de capa da edição 25 da Revisa Oeste – “O ocaso do Lulismo” 

Confira nos mapas o fim da Era Lula

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 Comentários

  1. Estamos trabalhando duro para expurgar das prefeituras não só os petralhas, mas principalmente bandidos vestidos com a bandeira da social-democracia. Puxadinhos de esquerda, partidos comunistas, estão todos mapeados. Neste ano a redução desses facínoras tenderá a uma contagem assustadoramente pequena. É a retomada da Nação das mãos de quem não soube dela cuidar, seja por vícios de criação, ou mesmo incompetência.

    Responder
    • Ou desonestidade!

      Responder
  2. Que caia até virar pó e que cada um de seus representantes sejam todos presos e mandados para um buraco negro mais longe que encontrarem pra depois serem jogados nesse buraco negro e nunca mais voltar!

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Vacinação sem vacina

Falar em obrigar a população inteira a se vacinar — com uma vacina que não existe — significa o quê? Um negócio da China?

Supremas diferenças

Ao compararmos o STF à Suprema Corte dos Estados Unidos, o choque é violento

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

Ciência, que é bom, nada

Ciência, que é bom, nada

"Desde o começo da epidemia a discussão vem sendo assim: política em primeiro lugar", afirma J.R. Guzzo...

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês