Fakhoury: 'Verdadeira censura', diz advogado João Manssur

Edição da semana

Em 24 jul 2020, 16:21

‘Verdadeira censura’, diz advogado sobre bloqueio de perfis de empresário

24 jul 2020, 16:21

Otávio Fakhoury está suspenso das redes sociais por causa de decisão do STF

Otávio Fakhoury - stf - redes

O empresário Otávio Fakhoury, um dos alvos da decisão de Alexandre de Moraes
Foto: REPRODUÇÃO/VEJA

A ordem que partiu do ministro Alexandre de Moraes para suspender perfis de 17 pessoas nas redes sociais configura uma “verdadeira censura”, afirma o advogado João Manssur. Ele representa Otávio Fakhoury, empresário que, em decorrência da decisão do integrante do Supremo Tribunal Federal (STF), está momentaneamente fora do Twitter, Instagram e Facebook.

Leia mais: “Twitter derruba contas de Roberto Jefferson e jornalistas”

Manssur acredita que a decisão do ministro do STF é desproporcional e vai contra os princípios constitucionais da liberdade de expressão. O advogado também afirma que seu cliente foi “surpreendido” com a suspensão das contas que administrava nas plataformas digitais.

No entanto, a defesa — que já havia formulado pedido de habeas corpus junto à Justiça — tentará reverter a suspensão. Nesse sentido, Manssur garante que o procurador-geral da República, Augusto Aras, já tinha se mostrado favorável à solicitação.

“Gritante violação”

“A medida de bloqueio acarreta verdadeira censura por impedir a manifestação do pensamento de Fakhoury, garantida pelo amplo sistema de liberdade de expressão consagrado pela Constituição Federal. O próprio STF já conferiu entendimento no sentido de que a liberdade de expressão goza de certa posição preferencial”, critica o responsável pela defesa.

“Gritante a violação ao direito de Fakhoury à livre manifestação de seu pensamento com o bloqueio de contas das redes sociais, uma verdadeira censura”, afirma o advogado do empresário. Além de Fakhoury, outras 16 pessoas tiveram perfis bloqueados pelas plataformas de redes sociais.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

5 Comentários

  1. O STF está esticando demais a corda!

    Responder
    • Cala boca já morreu? Dona Carmen Lúcia e demais ministros, vocês são patéticos. Vocês rasgam a constituição todos os dias. Vocês não representam o Estado Democrático de Direito!

      Responder
  2. E NADA ACONTECE COM A VERGONHA NACIONAL!! É BOM ACEITAR PORQUE QUEM MADA É O STF!!!

    Responder
  3. Vamos fazer a campanha: “Criem novas contas, com outros nomes que voltamos a segui-los”. #novaconta.

    Responder
  4. É espantoso o silêncio anuente dos outros ministros, dos presidentes da Câmara e do Senado, e a inércia covarde dos membros do Executivo.
    Da imprensa militante eu não esperava nada diferente: ela não conta mais.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

O crime acima de todos

Não é que as instituições estejam funcionando mal, ou passando por alguma anomalia — ao contrário, elas são organizadas de maneira a tornar inevitáveis resultados como o que beneficiou André do Rap

O “cancelamento” contra a arte

Caso a sociedade se submeta a essa versão gourmetizada do stalinismo, nossos filhos e netos não terão o que ler, ouvir ou assistir

A segunda onda de hipocrisia

Em que pesem as comprovações de ineficácia dos lockdowns, enganadores como Emmanuel Macron fingem ter um mapa de bloqueio de contágio

Alerta: pesquisas à vista!

Por que as sondagens eleitorais erram tanto, como isso distorce o processo democrático e o que se pode fazer

O capitalismo pode salvar o mundo?

O sistema não é uma ideologia de laboratório, como o comunismo. É uma força viva, dinâmica, que há milênios se aperfeiçoa na satisfação das necessidades humanas

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma guerra civil nos EUA?

A mídia recusa-se a noticiar o que é evidente aos olhos de seus espectadores, e intelectuais argumentam que “saques e protestos violentos são vivenciados como eventos alegres e libertadores”

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês