Witzel acusa Bolsonaro de persegui-lo politicamente - Revista Oeste

Em 26 Maio 2020, 14:25

Witzel acusa Bolsonaro de persegui-lo politicamente

26 Maio 2020, 14:25

Em pronunciamento, o governador afirmou que a operação da PF foi desnecessária e garante que vai ‘lutar contra o fascismo’

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, e o presidente da República, Jair Bolsonaro
Foto: MARCOS CORREA/PR

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC-RJ), negou hoje que tenha participado do Covidão, como são chamados os supostos esquemas de desvio de recursos públicos destinados ao combate à covid-19.

Na manhã desta terça-feira, 26, a Polícia Federal (PF) cumpriu 12 mandados de busca e apreensão no Rio de Janeiro e em São Paulo. Na lista dos endereços visitados estava o Palácio das Laranjeiras, onde mora Witzel.

Em pronunciamento na sede do governo fluminense, no início da tarde de hoje, ele afirmou ser “vítima de perseguição política” encabeçada pelo presidente Jair Bolsonaro. Além disso, garantiu que a Justiça está sendo induzida ao erro.

“A busca e apreensão que ocorreu hoje, além de ser desnecessária porque o ministro [do STJ Benedito Gonçalves] foi induzido ao erro, é fantasiosa. Encontraram apenas a tristeza de um homem e de uma mulher por causa desse ato de perseguição política”, declarou Witzel.

Leia mais: “O ataque do Covidão”, reportagem publicada na edição 7 da Revista Oeste.

No discurso, ademais, ele sugere que outros governadores podem passar pela mesma situação. E que vai lutar contra o “fascismo”, para evitar que o presidente da República se torne um ditador da América Latina.

“O que aconteceu comigo vai acontecer com outros governadores considerados inimigos. Vou lutar contra o fascismo que está se formando no país. Não permitirei que esse presidente, que ajudei a eleger, se torne mais um ditador na América Latina”, afirmou.

Witzel aproveitou para alfinetar Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), ao dizer que a Polícia Federal engaveta inquéritos contra o senador. E que espera a mesma celeridade da operação Placebo nos casos do filho do presidente.

“O senador Flávio, com todas as provas que já temos contra ele — dinheiro em espécie e lavagem de dinheiro —, devia estar preso. Esse sim. Quanto a mim, estou com a consciência tranquila”, disse.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

10 Comentários

  1. …”que ajudei a eleger”…, além de tudo é piadista!😂😂😂

    Responder
  2. Willian Augusto da Silva manda lembranças Witzel !

    Responder
  3. ô lôco!!!

    Responder
    • Fora deputados como BeneditaJandira Fegali,Glauber Braga,Freixo Etc

      Responder
  4. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Dinheiro fácil, mete mais a mão

    Responder
  5. Avisa pra ele que a PF tem autonomia, não há como interferir no funcionamento da PF. Nem o Diretor-geral tem condições de fazer isso. E só para constar, houve operações em vários Estados. Se ele está supostamente envolvido, o PR não tem culpa.

    Obs.: Cabral, Garotinho e Pezão também alegaram coisas similares, afirmando não ter tido qualquer participação em atos ilícitos, falaram também em perseguição e todo esse blá blá blá de quem está se borrando todo porque sabe que vai p/ cadeia. Witzel está cumprindo a cartilha dos antecessores direitinho.

    Responder
  6. Passando pra deixar minha risada!
    🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣

    Responder
  7. Que coisa estes cariocas escolherem a dedo os governadores que serão presos. Precisamos fazer isto nos outros Estados para que os cariocas não sejam zombados sozinhos. Polícia Federal, por favor, prendam os outros também, para que os cariocas não pensarem que é perseguição aos candidatos escolhidos por eles. Outros também escolhem bandidos e como tem gente na fila que está perdendo o sono aguardando os carros pretos e dourados chegarem de manhã cedo.

    Responder
  8. Esse sr não tem limite. Não vale um centavo.

    Responder
    • Ajudou a eleger?!
      Fascismo!?
      Induzida a erro!?
      Outros governadores também meteram a mão grande. Tic-tac geral!

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa news

Coronavírus

Oeste Notícias