Witzel pede ao STF para ser reconduzido ao governo do RJ

Edição da semana

Em 14 set 2020, 16:34

Witzel pede ao STF para ser reconduzido ao governo do RJ

14 set 2020, 16:34

Político do PSC está afastado do cargo desde o fim de agosto

wilson witzel - habeas corpus - stf

O governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel | Foto: DIVULGAÇÃO

Wilson Witzel recorre mais uma vez ao Poder Judiciário na tentativa de voltar a governar o Estado do Rio de Janeiro. Com o político do PSC afastado do cargo por ordem judicial desde 28 de agosto, a defesa dele entrou hoje com pedido habeas corpus no Supremo Tribunal Federal (STF).

Leia mais: “Renda Brasil pode ser incluído na Constituição”

Os advogados de Witzel afirmam que não há razões para que ele siga afastado do governo fluminense. Esse, contudo, não foi o entendimento da Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que há duas semanas confirmou por 14 votos a 1 o afastamento dele por 180 dias. Dessa forma, Cláudio Castro (PSC) segue como governador em exercício.

“Nenhum comportamento inadequado pode ser a ele atribuído”

“Nenhum elemento concreto, específico e individual, no entanto, foi indicado pela gravíssima decisão de afastamento do governador, não sendo demais insistir que, desde a decretação da primeira busca e apreensão, há três meses, nenhum comportamento inadequado pode ser a ele atribuído, que não apenas exonerou todos os secretários mencionados na decisão questionada, como vem se comportando com inquestionável respeito, lealdade e boa-fé no contexto das investigações”, afirmam os advogados de Witzel, conforme noticiado pelo site do jornal O Estado de S. Paulo.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 Comentários

  1. Será.

    Responder
  2. Se pedir pro Gilmar e apontar um parentesco dele com um tio que foi vaqueiro no Mato Grosso provavelmente vai conseguir.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Vacinação sem vacina

Falar em obrigar a população inteira a se vacinar — com uma vacina que não existe — significa o quê? Um negócio da China?

Supremas diferenças

Ao compararmos o STF à Suprema Corte dos Estados Unidos, o choque é violento

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

Ciência, que é bom, nada

Ciência, que é bom, nada

"Desde o começo da epidemia a discussão vem sendo assim: política em primeiro lugar", afirma J.R. Guzzo...

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês