Youtuber Atila Iamarino espalha fake news sobre a cloroquina

Edição da semana

Em Em 22 jul 2020, 21:40

‘Youtuber’ espalha ‘fake news’ sobre a cloroquina

22 jul 2020, 21:40

Atila Iamarino afirma que medicamento não funciona no combate à covid-19

youtuber atila iamarino - fake news - cloroquina

O youtuber Atila Iamarino: fake news sobre a cloroquina em rede social
Foto: REPRODUÇÃO/ARQUIVO PESSOAL

Uma verdade e uma mentira. Assim pode ser definida a postagem feita pelo influenciador digital Atila Iamarino nesta quarta-feira, 22. Por meio de seu perfil no Twitter, ele garantiu que agora há “a maior prova” de que a cloroquina não funciona no combate à covid-19.

Leia mais: “Trupe do Psol ironiza novo teste de Bolsonaro”

A afirmação de Iamarino, que é classificado pelo Google como youtuber, partiu de notícia divulgada pelo site da CNN Brasil. De acordo com o veículo de comunicação, os Estados Unidos compraram o equivalente a toda a produção para este ano de duas vacinas contra o novo coronavírus.

O youtuber repercutiu o assunto, mas aproveitou para fazer campanha contrária ao uso do medicamento. Conforme argumentou, o investimento norte-americano nas vacinas desenvolvidas por Pfizer e BioNtech representa “a maior prova de que cloroquina não funciona”. Isso porque, segundo ele, o país presidido por Donald Trump simplesmente não comprou todo o estoque mundial do medicamento.

“Não compraram os estoques mundiais”

“EUA comprou [sic] 100% das doses que poderiam ser fabricadas em 2020 de 2 vacinas em testes avançados. Se derem certo, só eles terão acesso este ano. A maior prova de que cloroquina não funciona é que não compraram os estoques mundiais. Pelo contrário, mandaram pra cá”, publicou Iamarino.

Notícia falsa

A afirmação feita pelo youtuber Atila Iamarino não encontra respaldo científico — apesar de ele  declarar-se biólogo. Pelo contrário. Fatos comprovam que ele espalhou fake news sobre o assunto. Além de ter seu uso defendido por entidades médicas, a cloroquina é citada por pacientes. O infectologista David Uip confirmou, por exemplo, que se autorreceitou o difosfato de cloroquina, conforme noticiou Oeste. Também nesse sentido, o general Edson Leal Pujol avisou que o remédio salvou militares.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

46 Comentários

  1. Esse Youtuber vive dando previsões irresponsáveis..

    Responder
    • pior… o orientador dele, Dr. Paolo Zanotto (cientista de verdade, com muitas publicações relevantes e maior defensor da HCQ) fica com muita vergonha numa hora dessas…

      Responder
      • Defender a cloroquina é um ato de responsabilidade gigante, espero que essas pessoas sejam responsabjlozadas no futuro por negação a ciência. Em tempo, atila é biólogo, não YouTube ou influenciado digital, acabou virando influenciados digital depois de esclarecer os leigos na internet. Vcs que espalham fake news ou no mínimo tentam distorcer a verdade. Aguardo justiça neste país a anos e sei que não veremos!

        Responder
        • Infelizmente este “Biólogo” é mal intencionado. A Hidroxicloroquina não mata o vírus COVID-19. Ele impede a replicação do mesmo no organismo. Daí a necessidade do tratamento precoce (fases 1 e 2). Desta forma evita-se o processo inflamatório que se dá quando em estágio avançado. Este processo pode levar a afetar diversos órgãos e chegar ao nível de necessitar uma entubação.
          A vacina mata o vírus. Lamentável ouvir este Senhor propagar mentiras. Deve estar se preparando para se lançar candidato e virar político profissional.

          Responder
        • tá na disney?

          Responder
        • tá na disney, não era pro debaixo, era pra essa.

          Responder
      • Verdade, imagino a tristeza do Zanotto de ver o que ele fala para chamar atenção.
        Virou o queridinho da esquerda porque diz o que eles querem ouvir em nome da suposta ciência que diz fazer.

        Responder
        • Mais um que não sabe diferenciar vacina para criar imunidade vs pessoas que ja estão contaminadas e com respaldo médico toma a cloroquina para ajudar no tratamento
          Nao sei se por burrice ou mau caratimo

          Responder
      • Os estudos não definem a eficiência da cloroquina com relação ao covid. Mas os crentes alienados que seguem o mito consideram uma ciência particular, onde a tendência ideológica corrobora a teoria rs.
        O Átila traz estudos, vamos diálogar, mas com estudos, não com crenças fundamentada na própria crença.

        Responder
      • Exato, pensei o mesmo. Átila é mais um vendido a esquerda.

        Responder
        • Esse Átila, fazia videos testando carros no exterior. Para um cidadão que se diz biólogo é bem esquisito.
          Coma pandemia ele mudou de ramo e virou cientista.
          Sabe do que ele entende bem? De teste de carros.
          Como “cientista” é um zero a esquerda.
          Ele é um youtuber, pois como biólogo,ele é um grande mecânico.
          Triste, viu….

          Responder
      • A gente vai vendo como essa máquina de fake news funciona. Esse tipo de site aqui que faz apologia a mentiras e desinformação é responsável pelo ódio e ignorância atuais no país. Que vergonha! Vou até denunciar a matéria.

        Responder
    • Sim, segundo ele, morreriam mais de um milhão de pessoas só no Brasil. O garoto se empolgou com seus 15 minutos de fama e continua……

      Responder
    • Matéria mal escrita. Parece que tava com o enrugado estralando de raiva quando escreveu que nem escreveu direito.

      Responder
    • Atila Iamarino,também conhecido como Atila, o irresponsável. Criou um caos quando divulgou a sua pesquisa baseado em um único artigo, cujo autor dissera que havia erros na sua metodologia, acarretando em resultados erroneos. Esse cara devia estar na cadeia.

      Responder
    • Um biólogo fazer uma afirmação dessa, sinceramente, é de uma ignorância sem tamanho, para não dizer maldade.
      Qualquer biólogo sabe que uma vacina só age na PREVENÇÃO, isto é, provoca a produção de anticorpos específicos para combater o vírus.
      A cloroquina associada com outros remédios, combate os EFEITOS do vírus, fortalece o corpo, ameniza as consequências da família infecção depois que o vírus está instalado no corpo.
      Enquanto não se tem a vacina, a cloroquina associada, é uma excelente opção.
      E o cara é biólogo e não sabe disso?

      Responder
    • Ele está certo! Essa droga provoca infarto!

      Responder
  2. Átila é um “gênio” … um genioso.

    Responder
    • A prova científica que Cloroquina não funciona é que o Estados Unidos não comprou o estoque mundial do remédio como fez com a vacina…sendo que medicamento para tratamento e evitar o agravamento dos sintomas da doença e vacina para prevenção e criar imunidade à doença são coisas diferentes….muito bom esse biólogo…

      Responder
    • Sempre que vejo pessoa dizendo “os alienados” “os bolsominions” e pedindo justiça para quem está “enfrentando” a ciência, me questiono o grau de capacidade intelectual, escolar e a bagagem cultural destas pessoas. Primeiro porque é escancarado que não sabem que estamos no segundo surto de COVID e por isso a doença consequência da infecção viral se chama SARS- cov 2 (DOIS, número DOIS, porque é a segunda vez que aparece em humanos!), segundo porque, por não saberem da informação anterior, também não sabem que a cloroquina foi utilizada no primeiro surto e é exatamente por isso que inúmeros médicos e cientistas (que estudam para auxiliarem a população de fato) defendem o uso do medicamento na fase 1 da infecção e com isso, inibir/ evitar a replicação do vírus e o desenvolvimento da SARS. Leigo não saber a gente até entende, mas um “profissional” que vomita títulos e empunha o brasão da USP, esse fica difícil de entender, de respeitar e de desculpar! Usa o tempo para instalar o caos, encher o saco e perde a oportunidade de ser realmente útil!

      Responder
      • Parabéns pelo comentário.

        Responder
      • Tu é burra demais. O 2 não tem nada a ver com ser a segunda pandemia, o dois é porque é da mesma família da sars que aconteceu em 2003, e nunca usaram cloroquina pra isso. Direitista busca qualquer coisa pra defender o mito e as coisas que aquele animal diz

        Responder
    • A estupidez humana só não é maior que maldade de pessoas que insistem em condenar medicamentos altamente conhecidos pela medicina como hidroxicloroquina e ivermectina que salvaram vidas de centenas de milhares de pessoas pelo mundo. Austrália, India, países africanos usaram como politica pública de saúde.

      Responder
  3. A cloroquina nunca foi defendida como se tivesse a mesma função da vacina.Ela tem sido defendida,sim,como relativizadora do avanço do vírus.Em todos os sentidos a postagem desse sujeito cheira à vigarice,à desonestidade intelectual.

    Responder
  4. Acordem seus idiotas enganados pelo Bolsonarismo , kkkkkk

    Responder
    • A ordemeli – sp
      Acorda esquerdopata lobotomizado. Está precisando de discernimento para opinar. Ah, esqueci que que com dois neurônios a parte cognitiva já foi afetada

      Responder
    • Vai tomar a vacina chinesa e seja feliz
      Nós Bolsonaristas agradecemos!

      Responder
      • Todo bocal faz uma frase sem nexo e ri de si mesmo!

        Responder
  5. Lógica não é o forte deste rapaz….

    Responder
  6. Foi essa sumidade do conhecimento medico que previu 1 milhão de mortes por corona vírus no Brasil. E havia um cenário que previa a morte de 2 milhões.

    Responder
  7. Deve ser integrante da turma de selo Azul, aí nesse caso, pode espalhar FAKE NEWS à vontade SEM o receio de receber a visita indesejada da PF. O duplo PADRÃO moral da Lacrolândia!

    Responder
  8. O mesmo Youtuber que disse que teríamos, até agosto, 1 milhão de mortos por covid-19 no Brasil…

    Responder
  9. Acho que esse blogueiro You-Tuber, que não tem experiência alguma em pandemias, epidemias ou tratamentos e terapias de pacientes ou convalescentes de qualquer doença ocasionada por virus, deveria ser questionado de onde se baseia para emitir tais opiniões nada científicas. Todas as opiniões desse pseudo agente de saúde é sustentada por noticiários convergentes de suas idéias e, muitos deles, dirigidos por instituições e mídias com interesse direto no que de mal puder falar contra posições e sugestões do Presidente Bolsonaro, do Exercito Brasileiro e dos cientistas que, de fato, estão no trabalho de salvar vidas. Esse profeta do apocalipse incapaz de prever nada, errou e continua errando em tudo o que fala. Deveria ser levado para o questionamento do MPF e da Policia Federal, já que está tratando de assunto de saúde publica e de segurança nacional.

    Responder
  10. O problema não é ele falar, mas sim a grande imprensa e inclusive autoridades do País se aconselharem com este mentiroso! Isto é o mais grave!!
    Graças ao espaço concedido na mídia, esse falastrão foi o estopim do pânico generalizado no País, em relação ao Covid 19. Se o assunto tivesse realmente sido debatido, provavelmente teríamos adotado outras providencias. Estado impuseram a quarentena de maneira antecipada, destruindo sua economia, basta olhar para o RS que passou três meses fechado com pouquíssimos casos e agora que a epidemia realmente chegou ao estado, não sabem mais o que fazer… lamentável!!

    Responder
  11. Pergunta: se a Cloroquina não funciona, porque a retirada dela imediata das farmácias colocando em risco que precisa se tratar de malária?
    Cloroquina, que dizem que não funciona,
    Mas todos os políticos que pegam covid
    Se entopem dela?
    Aos vencedores as batatas!

    Responder
  12. Funciona em 100% dos casos, negar é genocídio.

    Responder
  13. Reportagem chinfrim e com viés. É isso mesmo Anderson e Guzzo? A Oeste vai virar UOL com sinal trocado?

    Responder
  14. Outra mentira: EUA NÃO mandou TODO seu estoque de Cloroquina para cá!!! De onde ele tirou isso? Mais uma informação falsa numa postagem de 200 caracteres

    Responder
  15. a cloroquina é um medicamento que pode surtir efeito no combate ao C19, mas não é vacina. Na hora da morte a pessoa e a família pede ao médico uma ação salvadora, nem que seja uma benzedura. A última tentativa para salvar pode ser algo que ninguém imagina.

    Responder
  16. Podiam colocar alguém que entende de ciência para falar sobre ciência. As pessoas que se curaram tomando cloroquina além de cloroquina usaram outros medicamentos, certamente consumiram arroz diariamente, feijão e café. E alguns tomaram chá de qualquer coisa ou alguma “garrafada”. E aí? O que os curou foi a cloroquina, ou o feijão, ou a garrafada ou algum outro medicamento? Ou eles fazem parte do grupo que não fica grave de qualquer maneira? Só porque alguém que se curou tomou cloroquina não significa que foi a cloroquina que o curou porque, afinal, ele usou várias outras coisas durante a doença.
    Só um estudo controlado, com devida metodologia científica, é capaz de esclarecer o papel de cada substância no tratamento. E os que foram feitos até aqui no mundo todo comprovam o contrário do que foi afirmado: concluem que a cloroquina não é eficaz. Ou então as sociedade médicas do mundo todo não sabem interpretar uma pesquisa científica, pois no mundo todo estão abandonando o uso da medicação.

    Responder
  17. Além da Hidroxicloroquina o Brasil e o mundo pode dispor da Invermectina. O continente Africano foi o que menos sofreu com o Coronavirus chinês. Por quê? Porque todos os anos centenas de milhões são imunizados com esse medicamento que é vendido em farmácias e por não ter contra indicações não necessita de receita médica. Isso a grande mídia televisiva não mostra pois não dá lucro aos parceiros comerciais e internacionais – e não está de acordo com a ideologia que (dês)orienta a população. Não receito mas toda nossa família tomou. Temos vários testemunhos se pessoas que foram contaminadas pelo vírus (ou baquiteria?) e quase não sofreram sintomas, bem precisaram de internamento.

    Responder
    • Corrigindo texto acima: e nem precisaram de internamento.

      Responder
  18. @Anderson Scardoelli , NENHUMA agência de Fact-Checking identificou qualquer Fake News por parte do Átila Iamarino, heim!? Além do mais, vocês da Revista Oeste são uma agência de Fact Checking certificada? São uma revista imparcial? NÃO, não é mesmo? É uma mídia alternativa CONSERVADORA e, portanto, ENVIESADA! Logo, vocês NÃO SERVEM como fonte de notícias fidedignas. 😉 KKKKKKKKKKKKKKK! 😀

    Responder
    • e quem “checa” as Fact-Checking agencies? – como bem dizia Nietzsche, “não existe verdade absolutas; o que existe são as interpretações” – então cada um interpreta as coisas em conforme com seu saber, ou sua burrice.

      Responder
  19. O Prof. Olavo de Carvalho sempre diz que diploma universitário e títulos acadêmicos não ajudam a diminuir o tamanho da orelha dos burros. Esse é o caso desse esquerdista Átila Iamarino. As pesquisas da Fundação Ford utilizando método cientifico já comprovaram “cientificamente” que a cloquinha funciona sim – mas a esquerdalha insiste no discurso negacionista para detrair JB – aos meu olhos, esquerdistas, mais que mau caráter, são pessoas extremamente burras.

    Responder
  20. Até o cara do 1 milhão… O interessante é que quando eles pegam a COVID-19 correm todos tomar cloroquina. É apenas uma questão de lógica básica, o medicamento está aí a quase um século, até aqui era vendido livremente, usado continuamente no tratamento de lupus e outras doenças, recomendado a ser usado profilaticamente para quem for para uma área com malária endêmica (2 semanas antes, durante, 2 semanas depois) na dosagem adequada. Estamos no meio de uma pandemia onde a dita ciência ainda tateia, temos muitas evidências clinicas sendo relatadas, por que não tomar precocemente? Se não ajudar, 5 dias dela mal não vai fazer. Meu medo não é pegar o vírus chinês, é não ter acesso aos medicamentos para o tratamento precoce.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

O império dos sem-voto

Há cada vez mais pessoas que nunca receberam um único voto na vida, e não têm mandato nenhum, dizendo o que o cidadão deve ou não deve fazer

O mal de roupa nova

O Partido Democrata não esconde as intenções: quer mais coletivismo, menos autonomia dos Estados, maior controle exercido pelo Executivo central e intervenção na economia

A nova Torre de Babel

Ao contrário do mito bíblico, a torre atual está sendo edificada com base na confusão proposital das palavras por indivíduos desprovidos de inteligência e coragem

Segundo turno nupcial

“Ué, você tá torcendo pra mim?” / “Não sei. Estou indeciso”

A imprensa morre no escuro

A atividade que já foi chamada de “quarto poder” escorrega perigosamente para a irrelevância

O resgate de Tocqueville

O desprezo pelo cristianismo, tão comum em meios “progressistas”, representa um perigoso afastamento dos pilares norte-americanos

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês