A evolução da doença no Brasil e no mundo

Números no mundo

• Casos confirmados – 96.782.733
• Mortes – 2.071.832
• Recuperados – 53.306.307

 

 

Números de mortes por milhão de habitantes no mundo

Um indicativo importante a ser analisado é o número de mortes por milhão de habitantes, dado considerado mais preciso para fazer comparações entre os países e evitar distorções.

 

 

Números no Brasil

• Casos confirmados – 8.638.249
• Mortes – 212.831
• Recuperados – 7.564.622

 

 

Desde o início da pandemia no Brasil, a divulgação do número de mortes pelo Ministério da Saúde indica os registros de óbitos naquele dia, e não as mortes ocorridas no dia, o que gera uma enorme confusão. Além de haver atraso entre a comunicação do registro da morte do paciente e o envio da informação às autoridades competentes, muitos dos laboratórios que processam os testes de covid-19 não funcionam nos fins de semana. Portanto, o dado real pode chegar com sete a quinze dias de atraso.

Os números oficiais da pandemia apresentam especificidades em relação aos dias da semana — nos domingos e segundas, por exemplo, os registros diários tendem a cair. O médico cardiologista Juliano Fernandes de Lara, formado pela Unicamp, com doutorado na FMUSP e MBA em Gestão de Sistemas de Saúde pela FGV-RJ, tem feito um trabalho de cruzamento e análise dos dados sobre a covid-19. Fernandes explica a razão pela qual as terças-feiras têm apresentado um pico em relação aos outros dias. “Os números de mortos do fim de semana e também da segunda-feira ficam represados, acabam acumulando e elevam os números da terça-feira”, diz.