-Publicidade-

Apple Store remove milhares de aplicativos na China

Maioria de apps barrados é de jogos proibidos no país asiático
Apple removeu mais de 40 mil aplicativos então disponíveis na China
Apple removeu mais de 40 mil aplicativos então disponíveis na China | Foto: Canva

O ano de 2020 chegou ao fim com uma das maiores empresas de tecnologia do mundo atendendo a pedido do Partido Comunista da China. Na última quinta-feira, 31, o site da Forbes Brasil destacou o fato de a Apple ter retirado de sua loja virtual cerca de 46 mil aplicativos até então oferecidos livremente aos usuários chineses.

Leia mais: “6 serviços digitais serão descontinuados em 2021”

A ação foi responsável pela maior remoção de apps da Apple Store em um único dia. Segundo informações, isso ocorreu porque a empresa aguardou até o fim do ano para tentar manter os conteúdos disponíveis na China. No entanto, licenças necessárias não foram concedidas por parte das autoridades de Pequim.

Sem as licenças, os 46 mil aplicativos foram sumariamente removidos para os usuários de iOS no país asiático. A maioria dos materiais excluídos relaciona-se a jogos não liberados em solo chinês. Aproximadamente 39 mil. Assassin’s Creed Identity, NBA 2K20 e Ubisoft estão na lista de games bloqueados a partir de agora na Apple Store na China.

Leia também: “A vida com os algoritmos”, reportagem publicada na Edição 29 da Revista Oeste

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

5 comentários

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês