-Publicidade-

CEO do TikTok se demite nos Estados Unidos

Kevin Mayer estava à frente da empresa há apenas três meses e culpou a guerra diplomática entre a China e os americanos pela saída
Kevin Mayers não suportou pressão e pediu demissão do TikTok | Foto: Divulgação/ByteDance
Kevin Mayers não suportou pressão e pediu demissão do TikTok | Foto: Divulgação/ByteDance | ceo, tiktok, kevin mayers, estados unidos, china, donald trump, diplomacia

Kevin Mayer estava à frente da empresa há apenas três meses e culpou a guerra diplomática entre a China e os americanos pela saída

ceo, tiktok, kevin mayers, estados unidos, china, donald trump, diplomacia
Kevin Mayers não suportou pressão e pediu demissão do TikTok | Foto: Divulgação/ByteDance

O CEO do TikTok, Kevin Mayer, não aguentou a pressão da guerra diplomática entre os Estados Unidos — país onde vive — e a China. O executivo anunciou sua demissão da plataforma nesta quinta-feira, 27, apenas três meses depois de assumir o cargo.

“Eu entendo que a função para a qual me candidatei – incluindo administrar o TikTok globalmente – será muito diferente como resultado da ação do governo americano de pressionar pela liquidação dos negócios nos Estados Unidos”, escreveu Mayer na despedida aos funcionários. “Nesse contexto, e como esperamos chegar a uma resolução muito em breve, é com o coração pesado que gostaria de informar a todos que decidi deixar a empresa.”

Mayer se refere à ordem executiva assinada pelo presidente Donald Trump, que deu 90 dias para que a ByteDance, proprietária chinesa do aplicativo, o vendesse a empresas americanas ou deixasse os Estados Unidos. Trump afirma que a plataforma repassa informações de usuários ao governo chinês.

No contra-ataque, a empresa está processando o governo americano pelo decreto, com a alegação de que não representa uma ameaça “incomum ou extraordinária”.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês