-Publicidade-

YouTube removeu mais de 34 milhões de vídeos em 2020

Plataforma de vídeos do Google também derrubou milhões de canais
Plataforma excluiu milhões de conteúdos de sua rede
Plataforma excluiu milhões de conteúdos de sua rede | Foto: Szabo Viktor/Unsplash

O YouTube informou ter excluído diversos materiais de seus domínios no decorrer do ano passado. Somente em 2020, a rede social audiovisual mantida pelo Google apagou 34,7 milhões de vídeos. Além disso, 7,8 milhões de canais foram bloqueados e 4,8 bilhões de comentários acabaram excluídos no mesmo período. Os números foram divulgados no início da semana e constam no relatório de transparência.

Leia mais: “Parler supera censura e anuncia volta à ‘internet’”

No documento, o YouTube relaciona o alto volume de exclusão de vídeos e, principalmente, comentários ao bloqueio de canais. Isso porque quando um canal é excluído da rede, automaticamente todos os materiais e interações atrelados a ele também somem.

A respeito da eliminação de canais, o Google afirma que a ação ocorre diante do se chama de violação das diretrizes da comunidade — conjunto de regras definido diretamente pela companhia norte-americana. De acordo com o relatório da empresa, vídeos com informações que caracterizam spam, conteúdos enganosos e até materiais que instiguem a cair em golpes são algumas das restrições definidas pelo YouTube.

Brasil no pódio

O Brasil aparece no pódio no quesito vídeos excluídos do YouTube em 2020. Segundo a plataforma, foram apagados mais de 2,9 milhões de vídeos. Dessa forma, o país ficou atrás somente dos Estados Unidos (5,3 milhões) e da Índia (5,4 milhões), informa o site da CNN Brasil.

Leia mais: “14 questões sobre o poder das Big Techs, reportagem publicada na edição 43 da Revista Oeste.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês