Com testes em massa, cidade se livra do coronavírus

A pequena cidade italiana de Vò, com pouco mais de 3 mil habitantes, está no epicentro da epidemia de coronavírus que assola o país. O pequeno município, que fica próximo a Veneza, conseguiu a proeza de zerar os casos da doença.
-Publicidade-
Praça central de Vò, no norte da Itália
Foto: threecharlie/Wikimedia
Praça central de Vò, no norte da Itália Foto: threecharlie/Wikimedia

Ao seguir as recomendações da OMS, o município italiano de Vò conseguiu zerar o número de doentes mesmo estando no epicentro da epidemia no país europeu

-Publicidade-

A pequena cidade italiana de Vò, com pouco mais de 3 mil habitantes, está no epicentro da epidemia de coronavírus que assola o país. O município, que fica próximo a Veneza, conseguiu a proeza de zerar os casos da doença.

Seguindo as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), todos os habitantes foram testados e implantou-se uma quarentena rigorosa, com o isolamento dos doentes.

Em depoimento ao Financial Times, o especialista em doenças infecciosas do Imperial College LondonAndrea Crisanti, que participou dos esforços para combater a covid-19 em Vò, pediu que os governos de todo o mundo tomem medidas semelhantes. “Nós fomos capazes de fazer parar a doença porque conseguimos identificar e isolar logo os doentes. Isso fez a diferença”, afirmou ele.

O exemplo de Vò mostra como essas medidas funcionam. Países que testaram grande parte de sua população, como a Coreia do Sul e Taiwan, obtiveram sucesso ao controlar a doença e receberam elogios do diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom.

Segundo Crisanti, a oportunidade de submeter a teste todos os moradores da cidade foi muito importante para entender melhor como a epidemia se comporta.

Todos os moradores de Vò passaram por testes em duas ocasiões: na primeira, no fim de fevereiro, 3% da população estava infectada; já na segunda, feita dez dias depois, o número caiu para 0,3%.

Os seis identificados no último teste — o  que acusou 0,3% — estavam assintomáticos. Com o isolamento deles, evitou-se a volta da epidemia.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site