Depois de pandemia ser declarada, países reforçam ações contra o coronavírus

Autoridades japonesas disseram que o cancelamento dos Jogos Olímpicos de 2020 não é uma opção
-Publicidade-

Autoridades japonesas disseram que o cancelamento dos Jogos Olímpicos de 2020 não é uma opção

Poucas horas depois que a Organização Mundial da Saúde classificou o surto do novo coronavírus como pandemia, vários países anunciaram medidas mais duras para conter o surto.

-Publicidade-

Além dos Estados Unidos, que suspenderam voos da Europa para o país, o primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte, decidiu restringir ainda mais a movimentação de pessoas e aumentar os gastos para amenizar os estragos causados pelo coronavírus.

Todo comércio, exceto farmácias e mercados, vai ficar fechado.

O Reino Unido anunciou 39 bilhões de dólares para amenizar o impacto econômico do coronavírus.

Nesta quarta-feira, 11, o banco central britânico cortou a taxa de juros, de 0,75% para 0,25% ao ano, para estimular a economia.

A Índia vai suspender a partir de sexta-feira todos os vistos de turismo até o dia 15 de abril. O governo indiano também colocará em quarentena os viajantes que chegarem de 7 países afetados.

Na América Central, El Salvador declarou quarentena nacional por medo do novo coronavírus.

Nesta quinta-feira, 12, autoridades japonesas disseram que o cancelamento dos Jogos Olímpicos de 2020 não é uma opção.

Eles admitiram, no entanto, que a pandemia provavelmente tenha algum impacto no evento, que acontece de 24 de julho a 9 de agosto.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.