Trump perigosamente perto do coronavírus

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, parece não estar muito preocupado em contrair o coronavírus. Embora tenha suspendido voos entre o país e a Europa, como forma de evitar que a pandemia se espalhe pelo país, o líder americano não segue as orientações para quem teve contato com casos confirmados
-Publicidade-
Fabio Wajngarten com com Donald Trump e Mike Pence
Fabio Wajngarten/Instagram
Fabio Wajngarten com com Donald Trump e Mike Pence Fabio Wajngarten/Instagram

O presidente americano teve contato direto com pelo menos cinco pessoas com teste positivo para a covid-19

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, parece não estar muito preocupado em contrair o coronavírus. Embora tenha suspendido voos entre seu país e a Europa, como forma de evitar que a pandemia se espalhe, o líder americano não segue as orientações para quem manteve contato com casos confirmados.

-Publicidade-

Segundo um levantamento feito pela revista Vice, Trump teve alguma relação com pelo menos cinco pessoas que acabaram tendo diagnóstico positivo para a covid-19.

Na quinta-feira 12, após a confirmação de que o secretário de Comunicação da Presidência da República, Fábio Wajngarten, recebera resultado positivo para a doença, a Casa Branca afirmou que Trump e o vice-presidente, Mike Pence, não seriam avaliados. No último domingo, 8, durante encontro entre o mandatário americano e Bolsonaro, Wajngarten interagiu com ambos.

Os senadores americanos Rick Scott e Lindsey Graham decidiram entrar em quarentena após terem se reunido com o secretário do governo brasileiro.

Outros encontros

Além de Wajngarten, Trump também teve contato com o presidente da American Conservative Union, Matt Schlapp, com os congressistas Matt Gaetz e Doug Collins e com o ministro de Assuntos Internos da Austrália, Peter Dutton. Todos eles confirmaram a covid-19 logo após se encontrarem com Trump.

O presidente foi visto cumprimentando com apertos de mão apoiadores na Flórida, algo que não se recomenda em tempos de epidemia. Em um comício na Pensilvânia, Trump comentou o assunto: “Você não pode ser um político e não apertar a mão das pessoas”. E concluiu: “Eu aperto a mão de todo mundo agora. E tenho orgulho disso”.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.