Trump perigosamente perto do coronavírus

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, parece não estar muito preocupado em contrair o coronavírus. Embora tenha suspendido voos entre o país e a Europa, como forma de evitar que a pandemia se espalhe pelo país, o líder americano não segue as orientações para quem teve contato com casos confirmados
-Publicidade-
Fabio Wajngarten com com Donald Trump e Mike Pence
Fabio Wajngarten/Instagram
Fabio Wajngarten com com Donald Trump e Mike Pence Fabio Wajngarten/Instagram

O presidente americano teve contato direto com pelo menos cinco pessoas com teste positivo para a covid-19

-Publicidade-

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, parece não estar muito preocupado em contrair o coronavírus. Embora tenha suspendido voos entre seu país e a Europa, como forma de evitar que a pandemia se espalhe, o líder americano não segue as orientações para quem manteve contato com casos confirmados.

Segundo um levantamento feito pela revista Vice, Trump teve alguma relação com pelo menos cinco pessoas que acabaram tendo diagnóstico positivo para a covid-19.

Na quinta-feira 12, após a confirmação de que o secretário de Comunicação da Presidência da República, Fábio Wajngarten, recebera resultado positivo para a doença, a Casa Branca afirmou que Trump e o vice-presidente, Mike Pence, não seriam avaliados. No último domingo, 8, durante encontro entre o mandatário americano e Bolsonaro, Wajngarten interagiu com ambos.

Os senadores americanos Rick Scott e Lindsey Graham decidiram entrar em quarentena após terem se reunido com o secretário do governo brasileiro.

Outros encontros

Além de Wajngarten, Trump também teve contato com o presidente da American Conservative Union, Matt Schlapp, com os congressistas Matt Gaetz e Doug Collins e com o ministro de Assuntos Internos da Austrália, Peter Dutton. Todos eles confirmaram a covid-19 logo após se encontrarem com Trump.

O presidente foi visto cumprimentando com apertos de mão apoiadores na Flórida, algo que não se recomenda em tempos de epidemia. Em um comício na Pensilvânia, Trump comentou o assunto: “Você não pode ser um político e não apertar a mão das pessoas”. E concluiu: “Eu aperto a mão de todo mundo agora. E tenho orgulho disso”.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site