-Publicidade-

África do Sul aprova uso de ivermectina no combate à covid-19

Decisão judicial foi veio em acordo com a agência de Saúde do país
Anvisa torna obrigatória retenção de receita médica para cloroquina e ivermectina | Foto: Reprodução
Anvisa torna obrigatória retenção de receita médica para cloroquina e ivermectina | Foto: Reprodução | anvisa, ivermectina, cloroquina, receita médica, covid-19, coronavírus
anvisa, ivermectina, cloroquina, receita médica, covid-19, coronavírus
Até então, a utilização do medicamento necessitava ser autorizada para cada paciente | Foto: Reprodução

Na terça-feira 2, AfriForum, organização de direitos civis sul-africana, conseguiu uma ordem judicial que permite o uso da ivermectina no tratamento contra a covid-19. A decisão foi em acordo com a Autoridade Reguladora de Produtos de Saúde da África do Sul (na sigla em inglês Sahpra) — até então, a utilização do medicamento necessitava ser autorizada para cada paciente depois de uma análise individual feita pela entidade de regulação.

“Agora é uma ordem do tribunal que um médico pode começar a tratar um paciente com ivermectina sem ter que esperar pela aprovação”, declarou Barend Uys, chefe de pesquisa da AfriForum. “O acesso rápido ao tratamento médico é um avanço para a liberdade de saúde e nossa batalha contra o COVID-19, já que o obstáculo da pré-autorização não é mais um problema”.

Uys disse ainda que a instituição quer o reconhecimento de outras autoridades para garantir acesso ao tratamento. “AfriForum quer o reconhecimento de outros atores, como o ACDP e o SAHARI”, afirma. “Continuaremos com essas e outras entidades civis para garantir que a ivermectina possa ser utilizada de forma otimizada para curar pessoas e salvar vidas ”, conclui.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês